Ricardinho é convocado para o lugar de Adriano

Rio – O meia Ricardinho, do Santos, foi o escolhido pelo técnico Carlos Alberto Parreira para substituir o atacante Adriano, que se contundiu em jogo da Inter de Milão no domingo e acabou desconvocado da seleção brasileira.

Ricardinho integrará o grupo de 22 atletas para os confrontos com Peru, domingo, em Goiânia, e Uruguai, dia 30, em Montevidéu, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2006.

Ele esteve pela última vez na equipe em novembro, quando o Brasil perdeu por 1 a 0 para o Equador, em Quito. Na oportunidade, entrou no decorrer da partida, no lugar de Kléberson. Antes, participara da Copa das Confederações, na França, em junho de 2003. ?Optei por um jogador com bagagem de campeão do mundo?, disse Parreira, ao explicar o motivo por ter relacionado o meia para a vaga do atacante.

De acordo com o treinador, também teve peso na convocação de Ricardinho a presença de cinco atletas na lista para a posição de ataque: além de Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho, Ricardo Oliveira e Robinho, Parreira citou Kaká. ?Nas duas últimas partidas do Milan pela Liga dos Campeões, ele atuou como segundo ponta-de-lança.?

Parreira chegou a pensar inicialmente, em vários atacantes em atividade no Brasil – o prazo estabelecido pela Fifa não permitiria, agora, que algum atleta do exterior fosse relacionado para os jogos com Peru e Uruguai. Um deles, Grafite, do São Paulo, esteve bem cotado. ?Mas depois eu achei melhor não chamar para duas partidas tão importantes um jogador que nunca atuou pela Seleção.?

O técnico também mencionou Fred, do Cruzeiro, Alex Dias, do Vasco, e Fernandão, do Internacional, como eventuais substitutos de Adriano. ?Eliminatórias não é competição para experiências, improvisos. Se o Ricardinho tiver de entrar, não vou ter receio em lançá-lo.? Segundo Parreira, o meia do Santos pentacampeão mundial em 2002, desfruta de ?inteligência e grande capacidade de organizar, em campo, uma equipe.?

MÉDICO – A Inter de Milão enviou à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) um laudo atestando a contusão de Adriano – lesão nos ligamentos do joelho direito. O médico da seleção, José Luís Runco, diante da documentação apresentada, desobrigou o atleta de viajar para o Brasil. Adriano deve ficar em torno de um mês sem condições de atuar.

TREINOS – Os convocados para os jogos com Peru e Uruguai seguem nesta terça-feira para Teresópolis, região serrana do Rio, onde iniciam os treinos na parte da tarde. Quarta, quinta e sexta-feiras haverá atividades em tempo integral no local – a concentração da seleção brasileira.

Em crise, Ronaldo se apresenta

Madri – Além de perder Adriano, contundido, a seleção brasileira contará com um Ronaldo em crise para enfrentar Peru e Uruguai. Ronaldo deixou Madri, ontem, chateado com sua atual fase. No domingo, o Real venceu o Malaga por 1 a 0 e ele completou 2 meses sem marcar um gol no estádio de sua equipe o Santiago Bernabeu – é o maior jejum desde que chegou ao clube há três anos. ?Não sei o que está acontecendo comigo, não consigo aproveitar as ocasiões?, admitiu o atacante.

Além da falta de gols, Ronaldo tem sido alvo das críticas dos torcedores do Real e até já entrou em atrito com dois deles. A confusão aconteceu no domingo mesmo, quando ele deixou o campo ao ser substituído por Owen aos 40 minutos do segundo tempo. O brasileiro se irritou ao ser xingado e jogou água nos dois torcedores.

Para completar, o Real Madrid não vive boa fase. Eliminado pela Juventus na Liga dos Campeões da Europa, o time também está longe do título espanhol, que está cada vez mais perto do Barcelona. E a especulação é que o elenco passará por uma grande reformulação ao final da temporada – Ronaldo é um dos cotados para sair.

Voltar ao topo