Depois de se garantir na final do revezamento 4×100 metros medley graças à desclassificação da Itália, a equipe feminina do Brasil terminou a decisão na última colocação, no oitavo lugar. Na prova válida pelo Mundial de esportes aquáticos, em Roma, o ouro ficou com a China, que venceu uma chegada apertada contra a Austrália. As chinesas fizeram o tempo de 3m52s19, um pouco melhor que os 3m52s58 das australianas.

Representado por Fabíola Molina, Carolina Mussi, Gabriella Silva e Tatiana Lemos, o Brasil acabou não conseguindo melhorar o tempo das eliminatórias (3m58s49). Na final, as brasileiras fecharam o revezamento em 3m58s83. O fato a comemorar foi o de ter deixado as norte-americanas de fora da decisão – os Estados Unidos ficaram em décimo na fase preliminar.

Atrás das chinesas e das australianas, a equipe da Alemanha fechou o pódio com o bronze no revezamento 4×100 metros medley feminino.