Sem contar as partidas que foram realizadas com portões fechados, o restante dos jogos, realizados nos horários tradicionais, ou seja, às quartas e quintas-feiras à noite, sábados à tarde e domingos à tarde, atraíram quase um milhão de torcedores. Porém, a média de público dessas 68 partidas disputadas em horários considerados normais é de 14.181 expectadores por jogo.
Além de contar com grandes públicos nos estádios, os clubes mandantes que realizaram partidas às 11h de domingo puderam notar a diferença também no lucro com bilheteria. A arrecadação total dos sete jogos foi de R$ 8,1 milhões, totalizando média de pouco mais de R$ 1 milhão de lucro por partida.

Superior

Esse lucro médio das partidas realizadas às 11h de domingo é quase o dobro a mais que a média de bilheteria registrada nas outras partidas do Campeonato Brasileiro deste ano. Nos outros 77 jogos disputados em horários tradicionais, a arrecadação foi de R$ 33,5 milhões, com média de lucro por jogo de R$ 511 mil.

O sucesso foi tanto que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) comunicou que a partir da 15ª rodada, no dia 26 de julho, duas partidas vão acontecer às 11h de domingo por rodada. Em Curitiba, o primeiro duelo que acontecerá no período matutino será na Arena da Baixada, no dia 19 de julho, no confronto entre Atlético e Chapecoense. O Coritiba, que já atuou neste horário na derrota para o Internacional, fora de casa (jogo que derrubou Marquinhos Santos), voltará a jogar domingo de manhã neste final de semana diante do São Paulo.