Weggis – O quarteto mágico da seleção faz seu primeiro ensaio, mas por enquanto não empolga. Ontem, durante o treino, Parreira colocou Ronaldinho Gaúcho, Ronaldo, Kaká e Adriano para treinar contra-ataque. Apesar de alguns bons lances, o quarteto não surpreendeu.

Kaká e Ronaldinho Gaúcho eram os responsáveis por puxar o contra-ataque, contra Juan e Lúcio. Ronaldo ensaiou uma maior movimentação e fez gols. Mas ainda não aparenta estar em um ritmo ideal. Ronaldinho também se mostrava lento. Parreira também montou um ?quadrado reserva?, com Juninho, Fred, Ricardinho e Robinho, que foi um dos destaques do treino com dribles e gols.

Motivados e conformados

Apesar de todos concordarem que Parreira já tem montado em sua cabeça o time da estréia, contra a Croácia no dia 13 de junho, alguns reservas apontam que querem jogar. Um deles é Edmilson. ?Para mim não basta estar aqui?, afirmou o volante, que nos treinos se mostra até violento em alguns lances. Para ele, seu time, o Barcelona, poderia até vencer o Brasil se Parreira não preparar a seleção de forma adequada. ?Se não treinasse direito, creio que o Barcelona venceria, que joga junto o ano inteiro?, disse.

Outro que promete roubar uma vaga no time titular é Robinho. Mais conformado está Cicinho. ?Para ser titular não dá. Mas quero jogar uns 15 minutos ?, disse.

Tanto para Edmilson como para Ronaldinho Gaúcho, o grupo do Brasil na primeira fase não é tão fácil como muitos acreditam.