enkontra.com
Fechar busca

De Letra

Renegados ganham apoio da CBF

  • Por Irapitan Costa

A luta prossegue, mas agora com um novo aliado. O presidente da Confederação Brasileira de Futebol, Ricardo Teixeira, será o interlocutor dos oito “renegados” nas reivindicações junto à Rede Globo e ao Clube dos 13 por melhores cotas.

O valor oferecido – R$ 2,5 milhões – está muito aquém das necessidades dos clubes e a meta é chegar a R$ 5,5 milhões entre cota e ajuda de custo para viagens e hospedagens. Houve ainda um encontro com o representante da Globo Esportes e a situação possivelmente será definida até amanhã, numa reunião com todos os envolvidos, no Clube dos 13.

O presidente do Paraná Clube, Enio Ribeiro de Almeida confessou estar bastante otimista. “Houve uma receptividade muito grande a agora acredito que seremos ouvidos em nossas reivindicações, que são justas”, disse. Estiveram presentes ao encontro também os representantes de Ponte Preta, Juventude, Criciúma, Figueirense, São Caetano, Paysandu e Fortaleza. “Esta união tem feito a diferença, pois não somos mais uma voz isolada. Representamos um terço dos componentes da Série A e com o apoio da CBF conseguiremos amenizar esta injustiça”, afirmou Ribeiro.

O valor pedido pelo G-8 ainda está aquém da menor cota oferecida a integrantes do Clube dos 13. A menor faixa da entidade responsável pela divisão do “bolo” é de R$ 7,2 milhões. Estes clubes terão ainda passagens e hospedagens livres de despesas. “Esta questão já foi acertada com a CBF e ela irá se responsabilizar para que também não tenhamos gastos nas viagens”, explicou o representante do Juventude, Marcos Cunha Lima. A Confederação cobrirá o valor aproximado de R$ 1,5 milhão que cada um dos clubes terá para no deslocamento de suas delegações para os jogos fora de casa.

Com esta questão solucionada, a briga agora é elevar para R$ 4 milhões a cota fixa -paga em dez prestações – da televisão. No encontro de ontem, Marcelo Campos Pinto, da Globo Esportes, preferiu não se pronunciar sobre este aumento. Preferiu aguardar a reunião com o Clube dos 13. O aumento das cotas, além de garantir o fortalecimento destas equipes também representaria o fim da discussão e certeza de que a competição terá seu início confirmado para o próximo dia 29.

Houve ameaças de “paralisação” de alguns integrantes do G-8, mas Enio Ribeiro reafirmou que na sua cabeça sempre esteve como saída mais viável o diálogo. “Somos do bem. Creio que agora a situação será ajustada e que conseguiremos realizar um campeonato de alto nível”.

A possibilidade de que alguns dos integrantes do G-8 (ou todos eles) venham a ser admitidos no Clube dos 13 não está descartada. Porém, a resistência contra o “inchaço” de integrantes na entidade ainda é grande.

Médico aciona CBF e Paraná pelo “doping”

Gisele Rech

A justiça tarda, mas não falha. Esse provérbio cabe como uma luva no sentimento de alívio que tomou conta do médico Jonathan Zaze há pouco mais de um mês. Excluído do futebol em 98 pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva da CBF, que o considerou culpado no caso de doping dos jogadores do Paraná Clube Luciano Viana e Gil Baiano, Zaze passou cinco anos lutando para reaver o direito de clinicar no futebol. E conseguiu, mediante o veredicto dado pelo juiz Octavio Chagas de Araújo Teixeira, da 9.ª Vara Cível, do Rio de Janeiro. “O resultado da ação concluiu que eu não ministrei a substância proibida aos atletas. Com isso, posso voltar a trabalhar com a medicina esportiva”, disse o médico à Tribuna.

No entanto, a luta por justiça continua. Zaze e seus advogados estudam a possibilidade de entrar com um novo processo contra a CBF, por danos morais. “Os prejuízos que tive após ser acusado de culpado pelo doping dos atletas são inestimáveis. Perdi clientes e tive minha imagem ferida. Minha vida ficou desestruturada e até meu casamento acabou.”

Uma outra ação já é certa. A Justiça Trabalhista já tem em mãos um processo contra o Paraná Clube, exigindo uma alta indenização. “Minha mágoa é direcionada ao ex-presidente, Dilso Rossi. Na época em que o caso veio a público, houve a promessa de me manter no cargo e investigar o que realmente havia acontecido. Mas na hora de defender o clube, passaram a culpa para mim”, relembra Zaze.

Na ocasião, o Tricolor perdeu a arrecadação do jogo Paraná x Bragantino e os atletas pegaram uma pena leve, de 30 dias.

Na época, havia uma suposição de que o fenproporex, acusado na urina de Luciano Viana e Gil Baiano, pudesse ter sido colocado no isotônico dado aos atletas durante a partida entre Paraná e Bragantino, jogo da coleta do material. “Por minha conta, pedi um laudo do restante do isotônico e nada foi encontrado, provando que o problema não foi a bebida”, diz. Outro ponto que Zaze julga estranho no caso é o critério de preservação do material colhido, que deve ser analisado em no máximo 48 horas e deve ser refrigerado. “Nenhuma dessas regras foi respeitada, o que invalidaria a análise”, conclui. Tornando a história ainda mais estranha, os documentos da contraprova do exame sumiram, fato constatado quando Zaze reunia provas para reabrir o processo.

Perdas e danos

Apesar de estar liberado para voltar a exercer a medicina esportiva, Zaze não vai esquecer os constrangimentos que passou. “Até hoje escuto piadinhas do tipo ?veja só, doutor, o Paraná nunca mais ganhou nada desde que você saiu de lá?, numa insinuação de que eu dava estimulantes aos atletas.”

Na época em que o caso explodiu, o médico viu suas fotos estampadas em todos os jornais, fazendo a ligação dele com o suposto doping. “Foi horrível. Uma de minhas filhas, que tinha 9 anos, sofria brincadeiras dos colegas e chorava muito. O caso também afastou clientela.”

O cúmulo de toda história foi o dia em que pessoas ligadas ao esporte adentraram seu consultório em busca de “boletas”, estimulantes para um melhor rendimento físico. “Tive que correr esse pessoal daqui e ainda fui ofendido de todas as formas. Foi um pesadelo.” Com o andamento do processo, ao que parece, Zaze está despertando para dias de mais tranquilidade.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas