A Renault anunciou nesta sexta-feira que irá promover testes com três pilotos, entre eles um chinês, na próxima semana, no circuito de Jerez de la Frontera, na Espanha, visando a definição da vaga do segundo titular da equipe para a temporada 2010 da Fórmula 1. O polonês Robert Kubica já foi confirmado pela escuderia francesa como um dos titulares, depois de ser contratado para o lugar de Fernando Alonso, que foi para a Ferrari.

A novidade nos testes da Renault, que serão realizados entre terça e quinta-feira, será a presença do chinês Ho-Pin Tung, de 26 anos. O piloto teve recentes experiências na GP2, na A1GP e na Fórmula Superliga e, em 2003, se tornou o primeiro chinês a guiar um carro de Fórmula 1 ao fazer um teste com a Williams.

Tung tentará mostrar competência nos testes que terão também no cockpit da Renault o brasileiro Lucas di Grassi, atual piloto reserva da escuderia, e o belga Bertrand Baguette, de apenas 23 anos, que foi campeão da última edição da Fórmula Renault.

“Os testes são restritos hoje em dia, mas esse teste para jovens pilotos é a oportunidade perfeita para nós termos acesso a novas estrelas como Bertrand, Ho-Pin e Lucas”, afirmou o novo chefe da equipe Renault, Bob Bell, em um comunicado divulgado nesta sexta-feira.

“Todos esses pilotos mostraram muito talento e estamos ansiosos para ver o que eles são capazes de fazer no último teste do ano”, reforçou Bell, que substitui Flavio Briatore, banido da Fórmula 1 após ser considerado culpado pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA) pela sua participação na farsa envolvendo Nelsinho Piquet no GP de Cingapura de 2008, quando o brasileiro bateu de forma proposital para ajudar Fernando Alonso a vencer a prova.

Candidato a uma vaga de titular da Renault, Di Grassi também pode assinar contrato com a estreante Manor, equipe que já confirmou a contratação do alemão Timo Glock para a temporada 2010 da Fórmula 1. O chefe da escuderia, John Booth, afirmou recentemente que Lucas seria “perfeito” para ocupar a segunda vaga que está aberta no time.