O elenco do Palmeiras ainda tenta digerir as declarações polêmicas dadas pelo presidente Arnaldo Tirone em entrevista ao Jornal da Tarde, publicada no sábado. Ao fim da folga de dois dias, pela primeira vez nesta segunda-feira o grupo se reuniu após as declarações e o clima parecia muito pesado.

Tirone não compareceu ao treinamento na Academia de Futebol, apenas o vice de futebol, Roberto Frizzo, que nem falou com os jogadores. O dirigente garantiu que não será necessária uma conversa com os atletas para tentar minimizar as declarações do presidente.

“Isso é assunto superado. Não temos que ficar tratando disso. Bola para frente. Não acredito que teremos mais conversa sobre isso”, afirmou Frizzo, garantindo foco total na estreia no Campeonato Brasileiro, no domingo, contra o Botafogo, em São José do Rio Preto.

Após o trabalho físico na Academia de Futebol, nenhum atleta apareceu para dar entrevista coletiva. Em campo, não se viu sorrisos e brincadeiras entre eles. Até mesmo os atletas mais alegres como Patrik e Kléber trabalharam com a cara de poucos amigos.