No clássico entre os dois maiores campeões do futebol europeu, o Real Madrid derrotou o Milan por 2 a 0, nesta terça-feira, no Estádio Santiago Bernabéu, na capital espanhola. Com a vitória em casa, a equipe do técnico português José Mourinho manteve o aproveitamento 100% na Liga dos Campeões da Europa e disparou na liderança do Grupo G, agora com nove pontos somados em três rodadas disputadas.

Enquanto o Real Madrid disparou na liderança, o Milan ficou estacionado nos quatro pontos, dividindo agora a segunda colocação da chave com o Ajax. O time holandês também conseguiu a vitória nesta terça-feira, quando recebeu o Auxerre em Amsterdã e ganhou por 2 a 1 – assim, os franceses seguem na lanterna do “grupo da morte” da Liga dos Campeões, sem nenhum ponto conquistado.

O técnico Mano Menezes foi ao Santiago Bernabéu nesta terça-feira, para observar jogadores para futuras convocações da seleção brasileira. Do lado do Milan, Alexandre Pato e Ronaldinho Gaúcho ficaram presos na marcação adversária, enquanto Robinho só entrou no segundo tempo e pouco fez. No Real, Marcelo teve uma atuação eficiente, o que deve lhe render uma nova chance no time do Brasil.

Contando com o apoio do torcedor que lotou o estádio, o Real teve um começo de jogo avassalador. Abriu o placar logo aos 13 minutos, numa cobrança de falta do português Cristiano Ronaldo em que a bola passou no meio da barreira. No minuto seguinte, diante de um Milan ainda atordoado, o time de Madri ampliou com o alemão Özil, num chute que desviou em Bonera e enganou o goleiro Amelia.

Com a boa vantagem no placar, o Real tomou conta do jogo. Enquanto o eficiente esquema defensivo conseguiu parar o poderoso ataque do Milan, o ataque do time espanhol desperdiçou seguidas chances de gol – muitas vezes, por individualismo de seus jogadores. Diante desse cenário, a vitória dos donos da casa não foi ameaçada em nenhum momento do clássico disputado em Madri.

Sem conseguir ameaçar o adversário, o técnico do Milan apostou na entrada de Robinho, que substituiu Ronaldinho Gaúcho aos 27 minutos do segundo tempo. O atacante brasileiro, então, levou uma gigantesca vaia da torcida do Real, resquício de sua apagada passagem pelo clube espanhol e pela forma conturbada como saiu de lá. E ele pouco conseguiu fazer para evitar a derrota italiana.

RODADA – No outro jogo desta terça-feira no Grupo G da Liga dos Campeões, o Ajax aproveitou o fato de jogar em casa para derrotar o Auxerre. O time holandês fez 2 a 1, com gols de De Zeeuw e Luis Suarez, antes de ter Ooijer expulso. Depois, a equipe francesa diminuiu com Birsa, mas a reação ficou prejudicada quando perdeu dois jogadores por cartão vermelho: Oliech e Mignot.