Rafael Márquez é um ícone do futebol mexicano. Com 122 jogos pela seleção até agora e participando de sua quarta Copa do Mundo, o zagueiro já enfrentou os melhores jogadores do planeta. E, em sua avaliação, é contra um grande time que o México decidirá sua sorte no Mundial, nesta segunda-feira, diante da Croácia, no Recife, pela terceira rodada do Grupo A.

Depois da vitória de 1 a 0 sobre Camarões e do empate em 0 a 0 contra o Brasil, basta aos mexicanos empatar contra a Croácia para se classificar às oitavas de final. Rafa Márquez, no entanto, sabe que tarefa não será fácil. “Sempre soubemos que iríamos enfrentar adversários duros”, afirmou o zagueiro, que teve uma passagem de sucesso pelo Barcelona. “A Croácia tem vários bons jogadores. Tem pontas que chegam com facilidade à linha de fundo, um centroavante letal e alguns dos melhores meias do mundo. Nós teremos que fazer nosso melhor para conquistar ao menos o empate.”

Apesar do respeito pela seleção de Luka Modric, campeão europeu deste ano com o Real Madrid, e da vantagem que possui, o capitão do México garante que sua equipe irá buscar a vitória. “Nós não iremos jogar pelo empate e nem mudar nosso sistema de jogo. A Croácia vai dar tudo para vencer e nós também”, garantiu Rafa Márquez.

A boa campanha que o México faz até agora na Copa do Mundo é, para muitos, surpreendente. A equipe foi a última a se classificar para o torneio, depois de uma péssima eliminatória que a levou a enfrentar a Nova Zelândia na repescagem, quando, então, passou a ser treinada por Miguel Herrera. Para Rafa Márquez, a mudança de treinador foi decisiva para que a seleção mexicana se tornasse mais forte. “Herrera teve muita influência nesta melhora, nós trabalhos muito para seguir suas orientações, e ele escolheu um grupo muito bom para o Mundial. Acho que aprendemos com nossos erros e estamos mais sólidos agora”, afirmou.

Erros que o capitão mexicano espera que a equipe não volte a repetir no jogo contra a Croácia, a “partida mais importante” do torneio para o México na opinião de Rafa Márquez. “Nós sabemos que temos que manter a intensidade. Trabalhamos muito duro nos último dois jogos e não queremos jogar tudo fora contra a Croácia”, disse o zagueiro do León.