A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) anunciou uma punição aplicada ao Corinthians em razão da morte do torcedor do San José Kevin Douglas Beltrán Espada, de apenas 14 anos, atingido por um sinalizador que partiu da torcida corintiana no Estádio Jesus Bermúdez, na quarta, em Oruro, na Bolívia. A entidade obrigou o clube a jogar com portões fechados nas partidas que disputar em casa nesta Copa Libertadores, assim como proibiu os mandantes que receberam o time brasileiro em seus domínios de reservarem ingressos aos corintianos.

Anunciada no final da noite da última quinta-feira, a resolução da Conmebol, com base na súmula do árbitro Carlos Vera, tem caráter cautelar e valerá até que se tome uma decisão final sobre o caso, o que deverá ocorrer em um prazo máximo de 60 dias. Ou seja, até que ocorra uma possível decisão positiva para os corintianos, o clube jogará sem apoio de sua torcida dentro e fora de casa em jogos desta Libertadores.

A notícia pegou alguns dirigentes do Corinthians de surpresa pela agilidade apresentada pela entidade. De acordo com o novo Código Disciplinar da entidade que dirige o futebol sul-americano, cogitou-se que o time alvinegro poderia até ser excluído da competição. O gerente de futebol do clube, Edu Gaspar, foi quem recebeu a notificação oficial da decisão, por e-mail.

Com a punição anunciada pela Conmebol, o Corinthians ganhou um grande problema para resolver. Os torcedores corintianos já haviam esgotado cerca de 83,5 mil ingressos colocados à venda para a primeira fase da Libertadores, de acordo com balanço divulgado pelo próprio clube na última terça-feira.

O primeiro jogo do Corinthians em casa nesta Libertadores será realizado na próxima quarta-feira, contra o Millonarios, da Colômbia. Só para essa partida, marcada para o Pacaembu, 28,5 mil entradas do programa Fiel Torcedor já tinham sido vendidas.

E a punição aplicada pela Conmebol acabou sendo um duro golpe para o time que é o atual campeão da Copa Libertadores e tinha como um dos seus principais trunfos o apoio em peso da sua fanática torcida em jogos no Pacaembu. Na estreia da Libertadores, na última quarta-feira, a equipe empatou por 1 a 1 com o San José.