enkontra.com
Fechar busca

De Letra

esportes

PSG condena Evra por insultos homossexuais dirigidos ao clube

  • Por Estadão Conteúdo

O Paris Saint-Germain condenou nesta terça-feira os insultos homossexuais proferidos contra o clube pelo ex-jogador da seleção francesa e do Manchester United em um vídeo publicado nas redes sociais na última segunda.

No vídeo, Evra e outro homem estão no banco de trás de um carro quando respondem a usuários sobre o PSG, time que o Manchester United eliminou nas oitavas de final da Liga dos Campeões ao vencê-lo por 3 a 1 em Paris, em jogo acompanhado pelo lateral no estádio, depois de perder por 2 a 0 em casa.

“Este é o Manchester. Parem de apoiar e torcer por equipes que nunca vencerão qualquer coisa”, diz Evra ao responder a um usuário. Neste momento, o ex-jogador é ouvido claramente proferindo dois insultos homossexuais contra o PSG, antes de acrescentar: “Nós somos homens falando aqui”.

O PSG, em comunicado enviado à agência de notícias The Associated Press, criticou o ato. “O Paris Saint-Germain condena os insultos homofóbicos de Patrice Evra direcionados ao clube, seus representantes e seus ex-jogadores em um vídeo divulgado ontem (segunda-feira) nas redes sociais. Estas observações chocaram profundamente o clube, que está particularmente comprometido com os valores de respeito e inclusão”, diz o time parisiense.

Ao comentar sobre a derrota do PSG, Evra lembrou que o Manchester United precisou usar vários jovens na partida por causa das várias lesões no seu elenco. “Nós (Manchester United) jogamos com a equipe D, a equipe D! Nem mesmo a C e vencemos vocês”, disse Evra, que depois fez comentários depreciativos. “Ei, as crianças estavam jogando (pelo United), as que costumavam limpar minhas chuteiras”.

Evra, de 37 anos, venceu três vezes a Liga dos Campeões da Europa pelo United, tendo disputado cerca 400 jogos pelo time de 2006 a 2014, sendo seu capitão em diversas ocasiões. Ele chegou a ser definido como capitão da seleção francesa na Copa do Mundo de 2010, mas perdeu essa condição durante o torneio após a equipe realizar uma greve em um treinamento.

Nos momentos após a derrota do PSG em 6 de março, Evra publicou um vídeo nas redes sociais ironizando o clube francês, o que também provocou críticas da equipe parisiense naquele momento. Por aquele incidente, Jerome Rothen, ex-jogador do PSG e que atuou ao lado de Evra no clube parisiense, o criticou. No último vídeo, então, Evra ameaçou “dar um tapa” em Rothen quando o encontrasse.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas