O Prudentópolis faz uma partida histórica hoje, no estádio Newton Agibert. O clube estréia na Copa do Brasil, torneio inédito nos seis anos de sua história. O adversário da largada, às 16h, é outro debutante: o São Gonçalo, vice-campeão do Rio Grande do Norte. O caráter festivo do jogo, porém, foi ofuscado por uma falha administrativa da CBF, que não registrou seis jogadores do Prude. O fato revoltou o supervisor Nelson Bureico, que tenta uma liminar para poder escalar o meia Marcos Gaúcho e o atacante Washington. “Mas eles vão jogar mesmo sem liminar”, ameaça.

O Prudentópolis chega à Copa do Brasil por conta da vaga aberta pelo Coritiba ao se classificar para a Libertadores da América.

Sem volta

Apesar da pouca idade (apenas cinco anos), o discurso do São Gonçalo não é modesto. “Vamos jogar como time grande para não precisar nem do jogo de volta”, afirma o patrono do clube, Poty Júnior.

Para eliminar os paranaenses já na estréia, o time de São Gonçalo do Amarante precisa vencer por dois gols de diferença. A goleada de 5 x 1 sobre o Alecrim, domingo em Natal, faz o Prudentópolis ficar atento.

Ficha Técnica

Local: Newton Agibert (Prudentópolis). Horário: 16h. Árbitro: José Acácio da Rocha (SC). Assistentes: Altemar Roberto Domingues (PR) e Vagner Vicentim (PR). Prudentópolis: Nei; Boré, Roberto, Márcio Santos e Ricardo; Maranhão, Peu, Dudu e Zé Maria; Airton e Biro. Técnico: Nedo Xavier. São Gonçalo: Isaías, Izaquiel, Pantera, Givago e Alan; Fabiano, Max, Fernando Pilar e Ewerton; Rodrigão e Marlos. Técnico: Wassil Mendes.