Quarto colocado no último Campeonato Paranaense, o Prudentópolis está pronto para o estadual de 2004. Desde segunda-feira, os 23 jogadores contratados se apresentaram ao treinador Ademir Martins, ex-Adap de Campo Mourão. O elenco tem três remanescentes da temporada passada: o volante Ricardo, o atacante Torres e o meia Sandrinho, que retorna de um empréstimo ao Paraná Clube.

O Prudentópolis 2004 poderá ser reforçado se o time ganhar uma vaga na Copa do Brasil. Isto vai depender de uma classificação do Coritiba à Copa Libertadores da América. Neste caso, o Coxa seria forçado a abrir mão do torneio nacional. “Aqui em Prudentópolis, a corrente pró Coxa é grande. E se tivermos a Copa do Brasil, vamos traçar novos planos, para não pararmos já no primeiro jogo”, afirma o supervisor do clube, Nelson Boreico.

A média de idade dos jogadores é de 23 anos e a folha de pagamento gira em torno de R$ 60 mil. Os mais experientes são o goleiro Val, 29 anos, ex-Grêmio Maringá, e o meia, Airton, 27, ex-Sâo Gabriel (RS). Além de Val e do técnico Ademir Martins, outros quatro dos recém-chegados vieram do Norte do estado: os goleiros Claudinei, ex-Portuguesa Londrinense, e Luciano, ex-Adap, o zagueiro Alex Baiano, ex-Platinense, e o meia Tita, que também estava na Lusinha de Londrina.