Os discursos prontos que norteiam as declarações dos jogadores de futebol nos últimos anos caíram por terra no último final de semana e o primeiro clássico das quartas de final do Campeonato Paranaense entre Atlético e Paraná Clube, amanhã, às 18h30, no Ecoestádio Janguito Malucelli, trará ingredientes extras, além da própria rivalidade que já existe entre as duas equipes. As declarações do atacante paranista Giancarlo, autor de três gols na goleada por 4×0 no último final de semana, e do volante Otávio, acirraram os ânimos de rubro-negros e tricolores para os duelos que vão definir quem será o semifinalista do Estadual.

Fim da rua

Quando marcou o quarto gol paranista (seu terceiro na partida), no último domingo, na Vila Capanema, o atacante Giancarlo, além de provocar a torcida atleticana ao comemorar o gol em frente ao local destinado aos visitantes no Durival Britto, se referiu ao Atlético como ‘o time do fim da rua’. As declarações do atacante tricolor repercutiram de forma negativa entre os atleticanos. O volante Otávio, por sua vez, visivelmente irritado com a goleada sofrida no clássico, polemizou ao dizer e garantir que o Rubro-Negro vai atropelar o Paraná na nova etapa do Campeonato Paranaense, que vale vaga para a semifinal.

Apesar de as declarações nos bastidores de Atlético e Paraná Clube garantirem uma rivalidade extra e que o clássico de amanhã promete sair faísca, o técnico paranista, Milton Mendes minimizou as provocações extra campo pelo lado do Tricolor e enfatizou as declarações do volante Otávio, garantindo que o Ventania vai passar por cima nos clássicos válidos pelas quartas de final do Estadual.

Nada demais

‘Eu não vi nada demais no que foi falado pelos meus jogadores. Vi sim do outro lado falando que iriam atropelar o Paraná Clube. Mas aqui foi uma reação normal depois do jogo, o Giancarlo ficou feliz por marcar três gols. Os jogadores são todos profissionais, adultos e responsáveis pelos seus atos. Eu procuro mostrar para eles o que é importante, mas nenhum deles falou nada demais’, explicou o comandante do time paranista.

As provocações feitas até agora por jogadores atleticanos e paranistas vão, de certa forma, preencher o vazio que o clássico de amanhã trará com apenas a torcida do Atlético presente no Ecoestádio Janguito Malucelli. Para Milton Mendes, o clássico em si, que é um dos maiores do Estado, precisa ser exaltado, sobretudo tratando-se de duas partidas decisivas. ‘Temos que exaltar o clássico de maneira positiva. Exaltar o futebol. A rivalidade existe entre os dois clubes. Vamos apenas defender nossas cores e tentar ganhar, seja contra o Atlético ou outra equipe’, arrematou o treinador tricolor.