Consagrada por oferecer o maior prêmio do kartismo brasileiro e incentivar, há mais de uma década, a passagem de jovens pilotos do kart para o automobilismo, a Seletiva de Kart Petrobras anunciou nesta quarta-feira as novidades para sua 14.ª temporada.

Além do aumento da premiação ao campeão, que passa a receber R$ 117 mil, o evento dará prêmios em dinheiro ao vice-campeão (R$ 8 mil) e ao terceiro colocado (R$ 3,5 mil), que somados aos recursos distribuídos ao longo do ano em etapas classificatórias compõem a premiação total de R$ 136.500,00.

A Seletiva apresenta, também, duas modificações em seu regulamento desportivo que prometem reforçar a característica fundamental do torneio. Criada em 1999, a competição tem por objetivo incentivar novos talentos do esporte a motor a dar continuidade às suas carreiras nos estágios seguintes aos do kart.

A primeira notícia divulgada nesta semana pela organização do evento prevê que, a partir deste ano, o piloto que já venceu a Seletiva Petrobras não poderá concorrer ao título novamente – aumentando, assim, as chances de novos talentos conquistarem o prêmio. Dessa forma, fica ratificado o recorde do paulista Rafael Daniel – atualmente piloto da Copa Montana Stock Car – que venceu a competição em três oportunidades (2002, 2003 e 2004).

A temporada de 2012 da Seletiva de Kart Petrobras começa a classificar os finalistas. Entre os dias 30 e 31 deste mês, o kartódromo de Interlagos, em São Paulo, vai receber a tradicional prova inaugural do evento: a Copa Petrobras Sorriso Campeão. Ao todo serão 12 finalistas disputando o prêmio e seis provas classificatórias em um calendário que em algumas semanas será definido pelos promotores do evento.