O departamento médico do Comitê Olímpico Britânico (Boa, na sigla em inglês), recomenda a seus atletas que, durante os Jogos Olímpicos de Londres, evitem apertos de mão, informa o site da BBC. De acordo com Ian McCurdie, chefe da seção, a medida tem como objetivo minimizar o risco de doenças durante a competição.

De acordo com McCurdie, manter a higiene das mãos diminui a exposição a germes. Segundo ele, numa Olimpíada ou em qualquer evento esportivo de grande porte, um pequeno mal estar pode ter peso determinante sobre o rendimento de um competidor.

Cerca de dez mil atletas de diferentes nações participarão dos Jogos em Londres. O chefe do departamento médico do BOA ressalta que a variedade de competidores e membros de equipes técnicas que estarão interagindo durante o calendário olímpico é enorme. Dentro desse cenário, McCurdie define suas metas: minimizar o risco de doenças e otimizar a resistência dos atletas olímpicos britânicos.

A BBC também informou que o remador Zac Purchase, medalha de ouro pela Grã-Bretanha na Olimpíada de Pequim, em 2008, disse não acreditar que a iniciativa tenha sucesso. Ele chegou a ironizar a recomendação do BOA ao sugerir que os britânicos andassem com desinfetantes durante a Olimpíada.

O Comitê Olímpico dos Estados Unidos afirmou que sempre encorajou seus atletas a abraçar o espírito dos Jogos e interagir com competidores das mais diferentes nacionalidades.