Pouco ligado em projeções, Ricardinho não vê a busca pelos 30 pontos no primeiro turno como uma situação emergencial. “Isso muda muito. Não é por chegar agora aos 30 pontos que você tem garantia do acesso”, disse o treinador, que segue na sua diretriz de priorizar sempre o próximo jogo. “O que precisamos, mesmo, é vencer o CRB”, emendou.

O treinador acredita que essas probabilidades só são determinantes após a metade do returno. Entende, assim, que muita coisa pode mudar até lá. “Logo, os matemáticos começam a dizer que um clube tem 70% de chances de subir. Mas, e se ele perde na próxima rodada, como ficam os números?”, indagou Ricardinho. “O que importa mesmo é você vencer o próximo jogo e é assim que eu trabalho”.

Na prática, esta vem sendo mesmo a postura do Paraná, que não apresenta comportamento distinto, seja o jogo em casa ou fora. “Não podemos, isso sim é verdade, nos distanciarmos do grupo de cima. Mas, ainda é cedo pra dizer quem é favorito. Na última rodada, o Criciúma e o Vitória perderam. A Série B é assim, muito equilibrada”, justificou o treinador paranista.

O site Chance de Gol, por exemplo, dá ao Vitória 80,9% de possibilidade de acesso. Já o Paraná, aparece com apenas 1,6%. O Atlético, que tem um ponto a mais que o Tricolor (e um jogo a mais também) tem 31,6%.