O Atlético terá pela frente duas decisões, cada uma com o seu valor. A conquista da Copa do Brasil é um sonho antigo e para alcançar esse objetivo terá que eliminar o Palmeiras e seguir lutando. Por isso um bom resultado amanhã, no Palestra Itália, é tão importante para as pretensões do clube. Já no domingo, a disputa é regional. Derrotar o Coritiba, no Couto Pereira, e praticamente assegurar o título paranaense é outra conquista que não pode ser desprezada. Afinal de contas é uma decisão contra o maior rival.

Diante desse quadro de batalhas, o Atlético prioriza a que vier primeiro. Portanto, o Palmeiras. A escolha se deve também ao entendimento do treinador que considera o modo de atuar de Palmeiras e Coritiba distinto e, por isso, deverá alterar a formação do seu time para os jogos de amanhã e domingo. “São características diferentes. Mas estamos vivendo até quinta-feira o Palmeiras e não estamos falando em Coritiba. Falamos especificamente no Palmeiras. O Coritiba é outra história”, afirmou Niehues.

Os jogadores também seguem o mesmo discurso. “Não dá pra priorizar competições. Sabemos que são duas decisões e temos que estar focados. Mas agora tem que pensar no Palmeiras. Só depois de quinta-feira pensar no Coritiba. Sabemos que será uma final no domingo, mas o jogo de quinta também é muito importante”, disse Alan Bahia, um dos jogadores mais experientes do grupo.