O presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, segue internado no Hospital Sírio-Libanês, onde realizou exames de rotina na última quinta-feira após apresentar um quadro de stress e fadiga. A informação é da assessoria de imprensa do hospital, que não soube precisar se o dirigente deixará o local ainda nesta sexta ou se permanecerá em observação por mais alguns dias.

Juvenal tem apresentado forte desgaste nos últimos meses devido à péssima fase do São Paulo no Campeonato Brasileiro – o time é vice-lanterna com 11 pontos e não vence há 12 partidas – e às duras críticas que têm recebido da torcida, que o responsabiliza pela crise sem precedentes no Morumbi.

De acordo com a assessoria de imprensa do São Paulo, o planejamento era que Juvenal regressasse às atividades normalmente nesta sexta. O clube inclusive emitiu um comunicado na quinta confirmando que o presidente estaria liberado nesta sexta. Por julgar se tratar de uma questão pessoal, o clube tem mantido distância do caso para evitar a exposição do dirigente.

José Francisco Manssur, assessor do presidente, disse não saber se Juvenal já deixou o hospital, mas garante que o dirigente goza de ótima saúde e está se sentindo muito bem. “Ele segue dando suas broncas e querendo saber da parcial de ingressos. É o Juvenal que todos conhecemos”, disse Manssur.