Depois de sofrer três derrotas de peso na temporada, o presidente do Barcelona, Sandro Rosell, garantiu nesta segunda-feira que não fará mudanças na comissão técnica do time. Apesar de atribuir os resultados à ausência de Tito Vilanova, afastado para tratar um câncer, ele assegurou a permanência do treinador e elogiou o auxiliar Jordi Roura.

“Nossa prioridade absoluta na temporada, mais do que buscar títulos, é a recuperação de Tito Vilanova. É o mais importante. O resto é secundário”, declarou Rosell, em entrevista coletiva concedida na tentativa de reanimar o elenco catalão depois de derrotas seguidas em diferentes competições.

O time sofreu duas derrotas consecutivas para o arquirrival Real Madrid nos últimos dias. No meio de semana, levou 3 a 1 no Camp Nou e foi eliminado na semifinal da Copa do Rei. No sábado, perdeu para o time misto de José Mourinho, por 2 a 1, pelo Campeonato Espanhol. Antes, o Barcelona já havia sido superado pelo Milan, por 2 a 0, pela Liga dos Campeões.

Para o presidente do clube, a sequência negativa se deve à ausência de comando no time. “Não há nenhuma dúvida de que, em qualquer grupo, quando falta um líder, isso fica evidente. Faz muitos dias que não temos um líder”, declarou o dirigente, que evitou culpar Vilanova pelos resultados ruins do Barcelona na temporada.

“Ele será nosso treinador enquanto eu for presidente”, garantiu Rosell. “Nossos jogadores estiveram atuando durante 4 anos e meio em nível altíssimo e superamos situações muito adversas. Quero transmitir uma mensagem de calma e tranquilidade. Estamos buscando a melhor maneira de recuperar a tensão e o frescor do time”, afirmou o presidente.

 

O dirigente disse ainda que Vilanova está acompanhando o início de ano do time e que ele voltará a comandar a equipe no fim do mês. Rosell, no entanto, não deixou de fazer elogios ao auxiliar técnico Jordi Roura, que vem liderando o Barcelona nos últimos meses. “Roura está sendo um herói. Temos que agradecê-lo pela responsabilidade que assumiu”.