A Premier League, responsável pela organização do Campeonato Inglês, aprovou a proposta de venda do Liverpool para os proprietários do Boston Red Sox nesta sexta-feira, mas pode tirar nove pontos da equipe na classificação do torneio se a aquisição não for concluída.

A liga disse em um comunicado que a New England Sports Ventures, que administra o clube de beisebol de Boston, atendeu às exigências para possuir o controle do clube inglês. “A Premier League está satisfeita com as informações dadas pelo NESV na proposta de aquisição do Liverpool, que atende os critérios estabelecidos”, disse.

No entanto, a aquisição por 300 milhões de libras ainda não está concluída será resolvida apenas na justiça. “Estamos cientes de que a conclusão formal desta aquisição está ainda para ser resolvida”, afirmou.

Os coproprietários Tom Hicks e George Gillett Jr. se opõem à proposta dos proprietários do Red Sox por consideraram que ela “desvaloriza dramaticamente” o clube. Assim, os membros da diretoria do Liverpool que não têm ações vão à justiça para forçar a venda.

Os proprietários precisam pagar até a próxima sexta-feira empréstimos bancários e dívidas de 285 milhões de libras. Se o tribunal decidir contra a aquisição e Hicks e Gillett não conseguirem refinanciar suas dívidas, o clube pode entrar em concordata.

De acordo com as regras da Premier League, o clube seria punido com a perda de nove pontos. E a situação do Liverpool se tornaria crítica, já que a equipe está na zona de rebaixamento do Campeonato Inglês.