Uma das principais atrações do amistoso entre Espanha e Argentina, nesta quarta-feira, no Monumental de Nuñez em Buenos Aires, o meia Iniesta afirmou que preferia ter o Messi como companheiro do que como rival, embora o astro argentino até hoje ter ficado longe de repetir, com a camisa da seleção do seu país, o desempenho espetacular que apresenta com a camisa do Barcelona.

“A Messi prefiro ter como companheiro”, disse Iniesta, autor do gol da vitória de 1 a 0 sobre a Holanda, que garantiu o título da última Copa do Mundo para a Espanha na final da competição. “Para mim Leo (apelido de Messi) sempre joga bem. É um jogador único e que desequilibra”, reforçou, em entrevista coletiva nesta segunda.

Apesar de ser a atual campeã do mundo, a Espanha rechaçou o favoritismo no amistoso diante dos argentinos. “A Argentina está em condições de poder nos vencer porque tem jogadores de grande talento”, ressaltou o técnico Vicente del Bosque, que pediu seriedade aos seus comandados nesta quarta. “Por mais que seja um amistoso nós não podemos relaxar. Pela frente teremos nada menos do que a Argentina, uma potência mundial com jogadores que brilham nas principais ligas (campeonatos)”.

Já o goleiro Casillas, capitão da Espanha, lembrou que a Espanha precisa esquecer que foi campeã mundial e mirar novos objetivos. “O passado no passado está. Temos que trabalhar bem esta nova etapa”, enfatizou.