Como se não bastasse a derrota para o Atlético-PR, o Palmeiras pode perder mais seis pontos no Brasileirão por causa do jogo do último domingo, no Palestra Itália. O América-RN encaminhou um protesto ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) pedindo punição ao clube, por ter escalado o atacante Max na partida.

A confusão é antiga e inclusive atrasou a chegada de Max ao Palmeiras. O atacante tinha contrato com dois clubes diferentes, o Corinthians de Alagoas e o próprio América de Natal. Como foi o primeiro que acertou o empréstimo do jogador ao Palmeiras, por R$ 300 mil, o clube potiguar foi à Justiça e obteve, na última sexta-feira, uma liminar que força o retorno de Max a Natal. É por conta dessa decisão que, alega o América, o Palmeiras não poderia ter escalado Max.

A diretoria do Palmeiras tenta fazer com que os dois clubes nordestinos entrem num acordo para acabar com o imbróglio. Por via das dúvidas, no entanto, Max pode ficar de fora do jogo contra o Corinthians, no sábado.