A Ponte Preta está em busca de um novo treinador. Após o empate com o Botafogo de Ribeirão Preto por 1 a 1, no Estádio Moisés Lucarelli, na noite de domingo, a diretoria anunciou a saída de Vinícius Eutrópio, que se despede sem nenhuma vitória – foram dois empates e duas derrotas.

A decisão foi tomada ainda nos vestiários do estádio depois de uma reunião entre os dirigentes. Agora, o clube inicia as negociações para definir o novo comandante do time. Nomes como Léo Condé, do Bragantino, PC Gusmão, ex-Joinville, Gilson Kleina, do Coritiba, e Eduardo Batista, do Fluminense, são ventilados.

“Nós analisamos trabalho e resultado. No período que o Vinícius esteve aqui, fez um bom trabalho, mas os resultados infelizmente não vieram. A gente sabe como é o futebol. Amanhã – segunda-feira -, de cabeça fria, vamos nos reunir e começar a pensar em outra alternativa. Ainda é cedo para falar em nomes”, afirmou o gerente de futebol Gustavo Bueno.

Em quatro jogos, a Ponte conseguiu apenas dois pontos no Campeonato Paulista e amarga a lanterna do Grupo B, além de estar na zona de rebaixamento na classificação geral.

RIO CLARO TROCA – Outro clube que ainda não venceu no Paulistão, o Rio Claro mudou de treinador neste domingo. Após demitir Luis dos Reis, o clube acertou com Sérgio Guedes, ex-Ponte Preta e Bahia.