O primeiro clássico das quartas de final do Campeonato Paranaense entre Atlético e Paraná, amanhã, às 18h30, no Ecoestádio Janguito Malucelli, mesmo com torcida única, trará uma preocupação extra para a Polícia Militar. Mesmo com a paz selada entre as torcidas organizadas Os Fanáticos e Ultras, do Atlético, em uma reunião realizada há duas semanas no Ministério Público, a PM fará um isolamento das duas facções nas arquibancadas do Janguitão para evitar possíveis confrontos no primeiro embate entre rubro-negros e tricolores.

O coronel Lorival da Cunha Sobrinho, comandante da primeira regional de Polícia Militar de Curitiba e responsável pela operação de segurança do clássico, confirmou que todas as providências preventivas serão tomadas pela PM para garantir a segurança do público que estará presente no clássico. ‘Estamos tomando todas as precauções para evitarmos qualquer confronto dessas duas torcidas que torcem pela mesma agremiação. Existe essa preocupação e tomaremos medidas para evitar os confrontos das duas torcidas organizadas’, explicou.

A escolha por torcida única fez com que a Polícia Militar reduzisse o efetivo para trabalhar no local do jogo. Porém, de acordo com Sobrinho, a mobilização em Curitiba e Região Metropolitana, sobretudo próximo a sede da torcida organizada do Paraná Clube, ao lado da Vila Capanema, não foi modificada.

‘Havendo a necessidade de policiamento, não apenas na sede, pode haver aglomeração de torcedores do Paraná Clube em outros pontos da cidade. O policiamento no restante da cidade continua o mesmo. Diminuímos o número de policiais no local, mas isso não nos exime de zelar pela segurança em outros pontos da cidade de Curitiba. Assim, o efetivo a nível de estações tubo, terminais e outras localidades que o nosso departamento de inteligência determinar vai continuar’, detalhou o coronel.