O presidente da Uefa, Michel Platini, manifestou-se contra o uso do videotape para sanar dúvidas de arbitragem durante jogos de futebol, e afirmou que é favorável à adoção de mais dois árbitros auxiliares, posicionados atrás dos gols, para reduzir os erros.

“Com mais dois assistentes, 99% dos erros não aconteceriam. Eles teriam visto o lance de Adriano, por exemplo”, afirmou o francês, citando o gol marcado pelo brasileiro com o braço, na vitória da Inter de Milão sobre o Milan, no último domingo.

Para o ex-jogador, a adoção do vídeo para dirimir dúvidas, como ocorre em jogos de basquete, tênis ou futebol americano, seria ruim para o esporte por atrasar demais as partidas. A adoção do quinteto de arbitragem será analisada na próxima reunião da international Board, em março, na Irlanda do Norte.

Em visita ao Parlamento Europeu, na Bélgica, para falar sobre os efeitos da crise financeira mundial sobre o futebol, Platini disse ainda que a Uefa está tranquila quanto ao andamento das obras na Polônia e na Ucrânia para a Eurocopa de 2012. Houve atrasos por causa da crise, mas ele não teme que seja necessário mudar a competição para outro país – a Itália, derrotada em 2012 pela candidatura conjunta, seria uma alternativa.