Michael Phelps está oficialmente de volta. Nesta quinta-feira, o maior medalhista olímpico de todos os tempos retornou de suspensão fazendo o melhor tempo das eliminatórias dos 100 metros borboleta do Pro Swim (antigo GP) de Mesa, no Arizona (EUA). Seu arquirrival Ryan Lochte também passou à final, em terceiro.

Por ser só uma eliminatória, Phelps ainda nadou bastante abaixo do que pode. Ele completou a prova em 52s92, equivalente ao 35.º melhor tempo do ano no ranking mundial. A liderança da lista, como comparação, é do polonês Konrad Czerniak, com 51s37.

Dono de 22 medalhas olímpicas, Phelps se retirou das piscinas ao fim dos Jogos de Londres-2012. Com saudade do esporte, voltou às competições exatamente um ano atrás, em Mesa. Obteve classificação para o Mundial de Kazan (Rússia), mas acabou suspenso por seis meses pela USA Swimming (a federação norte-americana de natação) após ser flagrado dirigindo bêbado e acima da velocidade permitida no dia 29 de setembro, em Baltimore. Por isso, também foi retirado da seleção que vai ao Mundial.

Na sua primeira competição depois do fim da suspensão, Phelps vai nadar também os 100m costas, 400m livre (sexta), 200m medley e 100m livre (sábado). Em todas as provas, terá como rival Ryan Lotche, dono de 50 medalhas nas principais competições internacionais (Mundial, Olimpíada, Pan-Pacífico e Jogos Pan-Americanos).