Numa reedição da polêmica final da Olimpíada de Pequim, cercada de muita provocação, o norte-americano Michael Phelps voltou a vencer o sérvio Mirolad Cavic nos 100 metros borboleta. Neste sábado, na final da prova no Mundial de Esportes Aquáticos de Roma, Phelps levou ouro e bateu o recorde mundial, deixando Cavic em segundo lugar.

Na Olimpíada, os dois nadadores travaram um incrível duelo na final dos 100 metros borboleta, em que a vitória de Phelps foi extremamente apertada. Agora, já no Mundial de Roma, Cavic provocou bastante o norte-americano e se credenciou como favorito ao ouro ao bater o recorde mundial da prova durante as semifinais: 50s01.

Na final deste sábado, porém, Phelps mostrou porque é o maior campeão olímpico da história. Com uma arrancada incrível nos últimos metros, ele venceu os 100 metros livre com o tempo de 49s82. E comemorou muito a conquista do ouro. Enquanto isso, Cavic fez a marca de 49s95 e teve se contentar novamente com a medalha de prata.

O brasileiro Gabriel Mangabeira também participou neste sábado da final dos 100 metros borboleta, mas conseguiu apenas a oitava e última colocação, ao fazer o tempo de 51s74.