A Colômbia chegou às quartas de final como uma das duas únicas equipes a vencer todos os quatro jogos que fez até aqui na Copa do Mundo. Mas o técnico José Pekerman quer que a sua seleção esqueça esse histórico para o confronto desta sexta-feira, contra o Brasil, em Fortaleza, que vale classificação inédita para as semifinais de um Mundial.

“A chave é não pensar no que aconteceu antes. Para a Colômbia, cada partida é um novo desafio. Não podemos olhar atrás e pensar no que já fizemos. Temos que fazer nossa partida de acordo com o que estamos fazendo, com confiança, sem sentir que há um favorito. Encarar como temos encarado cada um dos rivais”, disse o treinador argentino da seleção colombiana, nesta quinta, na entrevista coletiva pré-jogo.

Pekerman, como não poderia ser diferente, disse que espera uma partida difícil. “São quartas de final, briga-se para entrar entre os quatro semifinalistas. Chegar à semifinal é um salto altíssimo e por isso é uma partida determinante. Respeitamos e sabemos que o Brasil tem grandes jogadores, mas todos já viram que a Colômbia também tem”, comentou.

Ele elogiou a forma como a sua equipe vem se comportando durante a Copa do Mundo, tendo inclusive o artilheiro do Mundial, o meia James Rodrigues, que já fez cinco gols. “Havia uma curiosidade de como a Colômbia viria para esta Copa e a equipe esteve à altura da Colômbia e à altura do que é o futebol de hoje.”