O Paysandu praticamente garantiu sua classificação à próxima fase da Copa Libertadores da América, ao vencer o Sporting Cristal por 2 a 1, ontem, no Estádio Mangueirão, em Belém. Robson e Jorginho fizeram os gols brasileiros ainda no primeiro tempo, enquanto Moisela, de falta, marcou o dos peruanos.

Com o resultado, o Paysandu chegou aos 10 pontos e lidera sozinho o grupo 2 da Libertadores, seguido pelo Cerro Porteño, que tem 5 e o Sporting Cristal segue com 4.

Apesar do horário do jogo em Belém, às 17h, cerca de 30 mil torcedores compareceram ao Mangueirão. O primeiro tempo foi dominado pelo time brasileiro. Pelo que jogou, o Paysandu merecia ter marcado pelos menos uns cinco gols, tantas foram as chances desperdiçadas. O Sporting Cristal só tentava se defender.

A primeira chance de gol do Paysandu surgiu logo aos dois minutos, quando Sandro chutou forte da intermediária e a bola bateu na trave do goleiro Delgado. Aos 13, outra bola na trave, num chute de Welber. Um minuto depois, Yarlei ganhou de dois zagueiros na corrida e tocou para Robson, que chutou forte no canto, fazendo 1 a 0 para o time brasileiro.

Dominando o meio-de-campo, o Paysandu chegou fácil aos 2 a 0. Aos 33 minutos, Welber cruzou da direita e Jorginho cabeceou para marcar o gol.

Na segunda etapa, o Sporting Cristal melhorou um pouco e fez seu gol. Aos 8 minutos, Moisela bateu falta com perfeição, sem chance para o goleiro Ronaldo. O Paysandu caiu um pouco de produção, mas conseguiu dominar a maior parte do jogo. O time paraense ainda perdeu várias chances de gols até o apito final, confirmando mais uma vitória na Libertadores.

Paysandu 2×1 Sporting Cristal

Paysandu: Ronaldo; Rodrigo, Jorginho, Sérgio e Luiz Fernando; Vanderson, Sandro, Yarlei e Welber; Robson (Vandick) e Lecheva. Técnico: Dario Pereyra.

Sporting Cristal: Erick Delgado; Omar Zegarra, Miguel Villalta, Alberto Rodriguez e Moisela; Erick Torres (Martins Vasquez), Pingo, Carlos Zegarra e David Soria (Sérgio Junior); Donizete e Flávio Maestri. Técnico: René Weber.

Gols: Robson, aos 14, e Jorginho, aos 33 minutos do primeiro; Moisela, aos 8 do segundo. Árbitro: Epifânio Gonzalez.