O meio-campista Paul Scholes anunciou a sua aposentadoria do futebol nesta terça-feira, encerrando uma brilhante e vitoriosa carreira de um jogador considerado um dos mais técnicos da sua geração. Com 36 anos, Scholes disputou 676 jogos pelo Manchester United, clube pelo qual estreou em 1994, liderando o meio-de-campo de um time que dominou o futebol inglês nas últimas duas décadas.

“Ter tido uma carreira tão longa e bem sucedida no Manchester United foi uma verdadeira honra”, disse Scholes, que ficou marcado por um estilo discreto fora dos gramados e raramente dava entrevistas. “Essa não foi uma decisão que tomei facilmente, mas eu sinto que agora é o momento certo para eu parar de jogar”.

Scholes ganhou dez títulos do Campeonato Inglês pelo Manchester e marcou 150 gols, mas não foi titular na temporada 2010/2011, o que levou ao surgimento de especulações sobre o seu futuro no futebol. A sua última partida foi a final da Liga dos Campeões da Europa, vencida pelo Barcelona por 3 a 1, no último sábado, em Wembley, quando entrou durante o segundo tempo.

Quinze dias antes, ele havia ajudado o United a conquistar o seu 19ª título do Campeonato Inglês, levando o clube a superar o número de conquistas do Liverpool e a se tornar o maior vencedor do futebol do país. Ele disputou 66 partidas pela seleção da Inglaterra até 2004, quando decidiu se concentrar apenas na sua carreira no clube.

Scholes disse que vai assumir uma função na comissão técnica do United, começando na próxima temporada. “O que mais posso dizer sobre Paul Scholes que eu não disse antes”, disse Alex Ferguson, técnico do United. “Nós vamos perder um jogador verdadeiramente inacreditável”

“Paul sempre foi totalmente comprometido com este clube e estou muito contente que ele vai se juntar à comissão técnica na próxima temporada. Paul sempre foi uma inspiração para jogadores de todas as idades e sabemos que continuará em seu novo papel”.

Depois de Gary Neville, Scholes é o segundo jogador do grupo de jovens talentos que surgiram no Manchester United durante a década de 1990 a se aposentar nesta temporada. Pelo clube, ele conquistou 24 títulos, sendo dez edições do Campeonato Inglês, três Copas da Inglaterra, duas Copas da Liga Inglesa, cinco vezes a Supercopa da Inglaterra, duas Liga dos Campeões da Europa e dois Mundiais de Clubes.