Alexandre Pato e Luis Fabiano até pouco tempo se enfrentavam somente para ser titulares no ataque do São Paulo. Nos últimos dias os dois passaram a trocar declarações um contra o outro e o último ataque veio do ex-jogador do Corinthians. Pato repreendeu o colega, ao dizer nesta quinta-feira que o momento do time não permite críticas.

“Neste momento é melhor evitar polêmica. Não é momento de criticar. O mais importante é se unir para que a gente possa manter bons resultados no Brasileiro”, disse o jogador durante o desembarque da equipe no Aeroporto de Congonhas. A passagem do elenco foi tumultuada e alguns evitaram falar depois da eliminação na Copa Libertadores para o Cruzeiro.

A derrota por 4 a 3 nos pênaltis tirou o time do torneio e um dos principais jogadores do elenco, Luis Fabiano, criticou uma declaração dada por Pato ao fim da vitória da equipe sobre o Flamengo por 2 a 1, pelo Brasileirão, no domingo. Pato marcou o segundo gol e ao deixar o campo, disse que não aceitaria ficar no banco de reservas neste ano.

Reserva no elenco, Luis Fabiano rebateu a declaração após a derrota para o Cruzeiro. “Por tudo o que passei no futebol, poderia estar chiando e não foi o caso. Aturei uma fala no momento errado do Pato, dizendo que não aceitaria ficar no banco. Eu engoli calado, mas não tenho nada contra ele”, afirmou.

Pato disse nesta quinta-feira que, mesmo com a polêmica, não muda a postura de que não vai aceitar ser reserva. “Eu vou lutar sempre pela minha titularidade. Quero sempre jogar. A minha declaração foi porque eu quero jogar”, reiterou. O atacante minimizou a reação de Luis Fabiano e explicou que o colega de time falou de forma dura por estar nervoso com a derrota.