Bergish Gladbach – O técnico Carlos Alberto Parreira ainda não deu nenhuma pista do time do Brasil que vai escalar no jogo de amanhã contra o Japão, pela terceira rodada e que encerra a primeira fase da Copa do Mundo. Até a entrevista coletiva que ele concederia foi cancelada – será realizada hoje.

Ontem, no treino no campo do SSG90 Stadion, em Bergish Gladbach, as atividades com os jogadores foram voltadas para a parte tática e física. No treino tático, Parreira dividiu os jogadores em três times de sete, ocupando metade do campo e exigindo de todos marcação sob pressão. Quem atacava tinha que trabalhar para fugir da marcação e, depois, caso perdesse a bola tinha que batalhar para recuperá-la.

Além disso, o técnico da seleção brasileira  ao time nas partidas. Perto do final, Roberto Carlos, Kaká e Ronaldinho mais uma vez ficaram treinando faltas, sendo acompanhados por Juninho Pernambucano logo depois.

As possíveis mudanças no time titular do Brasil poderão acontecer por existirem jogadores pendurados com cartão amarelo (casos de Cafu, Robinho, Ronaldo e Emerson), alguns desgastados fisicamente e a possibilidade de dar uma chance para os reservas.

A entrevista coletiva do técnico será no Westfalen Stadium, em Dortmund, hoje à tarde (hora do almoço no Brasil) onde o time realizará o treino de reconhecimento do gramado, que deve ser um simples rachão entre os jogadores. A partida contra a seleção japonesa, amanhã, será às 16h (de Brasília).

Apito

O árbitro francês Eric Poulat é quem vai apitar  o jogo contra os nipônicos. Os dois auxiliares também são franceses (já que  a Fifa determina que os trios sejam fixos): Lionel Dagorne e Vicent Texier.