enkontra.com
Fechar busca

De Letra

Paranaense já teve quatro invictos

  • Por Redação O Estado Do Paraná

O empate em 2 a 2 entre Paranavaí e Coritiba, no sábado, garantiu, antecipadamente, a consagração de um campeão invicto do campeonato paranaense de 2003, feito que não ocorre há 67 anos. Com 8 vitórias e 4 empates, o Coritiba leva o caneco se vencer ou empatar na próxima partida, prevista para domingo. Caso a equipe vitoriosa seja o Paranavaí, que soma 7 vitórias e cinco empates, o time do Noroeste conquistará o primeiro título da Série Ouro de sua história sem ter perdido sequer uma partida.

O primeiro campeão invicto da história do futebol paranaense, o Internacional, conquistou o feito em 1915, quando o estadual ainda tinha moldes amadores.

Com a fundação da Liga Sportiva Paranaense, com 18 filiados, foi organizado um campeonato com os seis clubes considerados mais fortes: Coritiba, Internacional, América e Paraná (todos de Curitiba) e Paranaguá e Rio Branco, ambos de Paranaguá.

Após uma disputa em dois turnos, que durou quase seis meses, o Internacional – um dos clubes que originaram o Atlético Paranaense – fechou a sua participação vitoriosa com sete pontos de vantagem em relação ao vice, o Paraná. Já com o título garantido por antecipação, o Inter não apareceu para enfrentar o Rio Branco, na última rodada. De quebra, o campeão teve o artilheiro do campeonato, Ivo Leão.

Um time só voltou a ser campeão invicto quando o Atlético Paranaense entrou em cena, após a fusão entre Internacional e América. Em 1929, o Rubro-negro espantou o vice dos três anos posteriores ao seu primeiro título (1925) e protagonizou uma campanha impecável, com dez vitórias e dois empates. Nesse ano, pela primeira vez na história do futebol paranaense, foi oficializada uma disputa estadual. Após conquistar o título municipal, o Atlético derrotou mais dois adversários – o Paranaguá e Operário de Ponta Grossa – até pendurar a medalha de campeão invicto no peito.

Fundado 15 anos antes do arqui-rival Atlético, o Coritiba não deixou por menos e em 35 também registrou um título estadual invicto em sua galeria. Apesar da tentativa de “virada de mesa” do Rubro-Negro, que não conseguiu passar da primeira fase da competição, o Coritiba levou a melhor. Após a paralisação do campeonato, o impasse acabou resolvido com ajuda de José de Souza e Silva, chefe da delegação do Flamengo, que fazia uma excursão em Curitiba. Em consenso, as equipes decidiram encerrar o campeonato sem a disputa do returno. Como o Coritiba, com seis vitórias e um empate, fora o vitorioso da primeira fase, o título invicto ficou no Alto da Glória.

No ano seguinte, o Atlético se reestruturou e não deu chances para os adversários, conquistando o último título invicto da história do futebol paranaense. Líder de ponta a ponta, o Rubro-Negro conquistou o título com sete pontos a mais que o vice-campeão, Ferroviário.

Quase

Em 49, já com a alcunha de Furacão, o Atlético passou muito perto de conquistar mais um título invicto, com o supertime formado por velhos craques, como Caju, Jackson e Cireno. Aplicando goleadas em quase todos os jogos, o Rubro-Negro conquistou o campeonato com três rodadas de antecedência. E a festa só não foi maior porque na penúltima rodada, quando jogava para cumprir tabela, foi derrotado pelo Ferroviário.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas