O Brasil conheceu no último domingo os melhores pilotos do Brasil. A 8.ª e última etapa aconteceu na pista da Honda em Indaiatuba (SP), onde foram disputadas provas nas categorias 250cc, 125cc, 80cc e Open. Depois de liderar as últimas provas do brasileiro na 250cc, o paranaense Paulo Stédile não teve a mesma sorte na última etapa, ficando com o 3.º lugar na classificação geral. O título ficou para Massoud Nassar na 250cc. Na 125cc venceu Roosevelt Assunção. O paranaense Kristofer Florenzano ficou com a 5.ª posição nessa categoria, estreando no brasileiro com sua moto 250 – 4 tempos, Cássio Garcia foi o vencedor na Open por antecipação na 7.ª etapa realizada em Cianorte, no Paraná, assim como Douglas Ricardo na 60cc. Já na 80cc Rafael Zenni foi o campeão geral. Porém quem subiu ao pódio como campeão da última etapa foi o paranaense Leandro Silva – campeão brasileiro de 2001 na 80cc e vice-campeão de motocross da Flórida neste ano de 2002. “O fato de liderar a prova de ponta a ponta garantiu o título final para a Honda, disse Leandro, que no ano passado corria para a Yamaha e que neste ano participou somente de três provas do brasileiro.

Pressão dentro da pista

A escolha da pista da Honda em São Paulo para a realização da última etapa do brasileiro facilitou a vitória de alguns pilotos da própria Honda. Um exemplo foi na 250cc. Segundo Paulo Stédile, “os pilotos da Honda puderam treinar a semana inteira nesta pista, ao contrário dos demais pilotos. Houve também muita pressão dentro da pista. Na primeira volta um dos pilotos da Honda bateu na minha moto para me prejudicar. Com a queda fiquei em último lugar, cheguei em 5.º, mas ainda consegui a 3.ª posição no campeonato brasileiro”, desabafou Stédile.

Brasileiro de supercross

Encerrado o brasileiro de motocross, os pilotos já se preparam para o início do Campeonato Brasileiro de Supercross, que já acontecerá no próximo final de semana (17 e 18) em Botucatu (SP). Serão realizadas seis etapas até o final do ano nas categorias 80, 125 e 250cc.

Do Paraná os destaques são: na 250cc – Paulo Stédile, atual campeão brasileiro de supercross, e Milton “Chumbinho” Becker; na 80cc – Leandro Silva, campeão brasileiro de motocross 2001, e Kurt Rocha e Kristofer Florenzano na 125cc.