Com sérias dificuldades no seu setor de criação na última temporada, o Paraná Clube apresentou ontem seu novo candidato a camisa 10 para as competições de 2016. Experiente e cerebral, conforme foi apresentado pelo diretor Durval Lara Ribeiro, o meia Válber, de 34 anos, é até agora o principal reforço para o Campeonato Paranaense. O jogador, que defendeu o Atlético há dez anos, volta ao futebol paranaense e espera devolver o Paraná à primeira divisão.

“Já tinha tido um convite no meio do ano passado, no início da Série B, mas acabou não acontecendo. Sempre tive vontade de jogar e, pelo projeto que o clube vem oferecendo esse ano, a expectativa é de fazer uma boa temporada. O Paraná tem tudo, dentro desse planejamento, para voltar à Série A e o jogador tem que incorporar isso”, pontuou o novo camisa 10 paranista.

Além de ser a principal peça do Tricolor no setor de criação, Válber será ainda um dos jogadores mais experientes do elenco para a temporada. O meia, no entanto, acredita que essa mescla de experiência e juventude será importante para o sucesso da equipe paranista em 2016.

“É bom ter essa mescla com jogadores mais novos. Eles podem ter sempre um grande aprendizado com jogadores mais velhos e a gente vai passando um pouco da nossa experiência para eles. É importante ter essa mescla, mas também um time qualificado. O Paranaense é um campeonato muito competitivo e é preciso ter bom elenco e bons jogadores”, emendou Válber que, apesar de ter 34 anos, garante estar em grande forma física para ajudar o Tricolor.

Em 2015, Válber, com a camisa do Sampaio Corrêa, por pouco não conseguiu o acesso. O jogador conhece o caminho das pedras e afirmou que o Tricolor tem tudo para fazer um grande ano em 2016. “Tive por duas temporadas no Sampaio Corrêa e dois anos batemos na trave. A gente sabe o nível da competição e, pelo planejamento apresentado, o Paraná tem tudo para fazer um grande ano e conseguir grandes objetivos em 2016”, arrematou o jogador.

Novo patrocinador paranista é a Scorro

Ainda sem apresentar grandes reforços dentro de campo, fora dele, a diretoria do Paraná Clube segue trabalhando para acertar suas finanças e ter um ano tranquilo fora das quatro linhas. Ontem à tarde, antes da apresentação do meia Válber, o presidente Leonardo Oliveira anunciou que a Scorro, empresa de rodas que atua há 60 anos no mercado, vai estampar sua marca nas mangas das camisas do Tricolor durante a temporada de 2016.

O mandatário tricolor considerou esse primeiro patrocínio do ano como um reforço tão importante quanto qualquer jogar que venha vestir a camisa paranista. “A Scorro é um dos principais reforços que o Paraná traz para a temporada. A empresa vem ocupar um espaço nobre da camisa e vamos brindar a Scorro com um grande retorno de marketing”, apontou o presidente paranista.

Além de dar um aporte mensal ao Paraná Clube, a Scorro trará boas novidades ao torcedor e associados do Tricolor. De acordo com o diretor executivo da empresa, Hidalgo Dal Coletto, que marcou presença na apresentação, ações de marketing serão realizadas para divulgar a marca e também trazer benefício ao torcedor paranista. “Quem for a 12 jogos seguidos ganhará um voucher de R$ 400 para adquirir produtos da nossa marca em lojistas parceiros”, exemplificou o dirigente da empresa.
As novidades, no entanto, não devem parar por aí. O clube, segundo Oliveira, trabalha para fechar em breve, o espaço destinado ao patrocinador máster que potencializará as receitas do clube – e evitar os problemas financeiros.

Mercado

Em silêncio, mas atento ao mercado, o Paraná Clube, até o início do Campeonato Paranaense, deve acertar com pelo menos mais cinco reforços. De acordo com o diretor de futebol paranista, Durval Lara Ribeiro, o Vavá, dois laterais, dois meias de ligação e mais um a,tacante devem desembarcar no clube nos próximos dias. O meia Nadson pode ser o próximo.