Um torcedor do Paraná Clube tímido e de poucas palavras, mas que precisou apenas de um sorriso e do brilho dos olhos para demonstrar toda sua a alegria e gratidão por estar vivendo uma noite especial. Natan Lucas Maciel, 19 anos, ganhou, na última terça-feira (20), um abraço apertado e uma palavra de incentivo de um jogador que considera referência: o ex-meia Lucio Flavio, hoje auxiliar técnico no Tricolor. O técnico Matheus Costa também fez questão de abraçar o torcedor especial.

+ Leia mais: Matheus Costa lamenta fase do Tricolor na Série B

O encontro, que significou muito para o jovem, aconteceu na Vila Capanema um pouco antes da partida entre o Paraná e o Atlético-GO. O técnico Matheus Costa também fez questão de conhecer Natan e apoiá-lo neste momento de batalha que ele vive.

Na semana passada, a Tribuna do Paraná contou um pouco da história de Natan, que luta contra o câncer e é paciente do Hospital Erasto Gaertner (HEG). Na ocasião, o jovem exaltou à reportagem a atitude do Paraná Clube em doar batas especiais às crianças do hospital. Há 11 meses, o rapaz trata de uma leucemia linfoide aguda e ficou feliz com a iniciativa de seu time.

+ Dia do Fico: Eduardo Bauermann rejeita proposta de clube gringo e fica no Tricolor

A reportagem mostrou a ação do clube em conjunto com a Torcida Fúria Independente, na qual foram encaminhas 26 camisas do time ao HEG. Lá, as costureiras as transformaram em batas para que os pequenos guerreiros em tratamentos usem as vestimentas personalizadas para irem ao centro cirúrgico, realizarem exames ou mesmo se submeterem a sessões de tratamento. Para encorajar os pequenos e seguindo o nome da marca própria do clube, aqueles que vestem a bata ganham o título de ‘Valente’.

Natan também conheceu a sala de imprensa. Foto: Albari Rosa
Natan também conheceu a sala de imprensa. Foto: Albari Rosa

Após a publicação da matéria, Natan foi convidado a assistir a um jogo no camarote da Vila Capanema, uma vez que por conta do tratamento e de outros compromissos não consegue estar nas arquibancadas do Durival Britto. Mas o que seria apenas uma noite de reencontro com o time depois de muito tempo, acabou se tornando um momento que o torcedor jamais vai esquecer.

+ Também na Tribuna: Tricolor deixa gramado sob vaias

O departamento de marketing do clube preparou uma surpresa para Natan, que foi recebido pelo ídolo Lucio Flavio e pelo técnico Matheus Costa. O jovem ganhou uma camisa oficial que foi autografada com dedicatória, algo que ele nunca tinha tido até antão. “Foi ‘da hora’. Achei que ia só assistir ao jogo, mas a surpresa que fizeram foi muito grande. Emocionante”, disse.

Natan se emocionou ao encontrar Lucio Flavio. Foto: Albari Rosa
Natan se emocionou ao encontrar Lucio Flavio. Foto: Albari Rosa

Um pouco econômico na fala, Natan preferiu não dizer muitas coisa, mas deixou para expressar sua alegria na emoção do abraço ao jogador considerado um grande ícone na história paranista e ao treinador. “Muitas vezes os gestos representam mais do que as palavras”.

+ Confira a classificação completa da Série B!

Mesmo que não tenha detalhado com longo discurso sobre o que sentiu, a alegria do paranista pode ser vista em seu sorriso. E foi assim, com muita felicidade, que ele ganhou não só uma camisa autografada do Paraná Clube ou algumas fotos com os ídolos, mas sim um importante incentivo para continuar sua batalha. Ainda que em campo o Tricolor não tenha correspondido e tenha ficado no 0x0 com o Atlético-GO, o momento ficará eternizado para Natan.