Depois de oito anos, o Paraná Clube está classificado para a semifinal do Campeonato Paranaense. Longe do que o torcedor imaginava, o Tricolor perdeu para o Foz do Iguaçu por 2×1, na manhã deste domingo (10), na Vila Capanema, mas como venceu a primeira partida por 3×0, garantiu passagem para a próxima fase do Estadual.

Apesar da classificação, o Tricolor, com o revés, perdeu o posto de melhor campanha da competição que, a partir de agora, é do Coritiba. A equipe do técnico Claudinei Oliveira espera agora o vencedor do duelo de Atlético e Londrina, que se enfrentam na tarde de deste domingo na Arena da Baixada.

Apesar da larga vantagem conquistada no primeiro jogo, o Paraná iniciou o jogo pressionando o Foz do Iguaçu. Marcando o adversário sob pressão, o Tricolor criou a primeira chance aos 9 minutos. Em contra-ataque puxado por Jean, Lúcio Flávio arriscou da entrada da área e o goleiro Nei fez boa defesa. Dois minutos depois, Rafael Carioca arrancou pela esquerda, tocou para Robson, mas o camisa 11, dentro da área, bateu por cima.

O time paranista continuou pressionando o Foz do Iguaçu no seu campo. Aos 13, Jean roubou a bola na intermediária e deixou Lúcio Flávio na cara do gol, mas o camisa 9 bateu em cima do goleiro. A resposta do time da fronteira veio logo em seguida. Pepê fez boa jogada pela direita, cruzou e Safirinha, na pequena área, furou e desperdiçou grande chance.

Depois da pressão inicial, o Paraná diminuiu a intensidade, passou a dar mais espaços para o Foz, que conseguiu equilibrar a partida. O time da fronteira, com a marcação mais ajustada e ainda com a esperança de reverter a vantagem, voltou a assustar a meta do goleiro Marcos em cobrança de falta de Laécio, mas jogou para fora a última chance da etapa inicial.

O Paraná voltou com o mesmo ritmo do intervalo. Com ampla vantagem, o time paranista conseguia controlar o jogo e ainda seguia criando chances para abrir o placar. Aos 8 minutos, Rafael Carioca cruzou, Lúcio Flávio chutou de primeira e assustou o goleiro Nei.

O Foz do Iguaçu, valente em campo apesar da grande desvantagem e com muitos desfalques, conseguiu abrir o placar aos 31 minutos. Laécio fez o passe nas costas da defesa paranista para Pepê que, na cara do gol, bateu sem chances para o goleiro Marcos.

Aí o Tricolor acordou. Um minuto depois, Nadson quase empatou. Mas aos 35 veio a igualdade. Na boa trama ofensiva, Lúcio Flávio rolou e Anderson Uchôa, de fora da área, acertou um belo chute e igualou o placar.

O jogo ficou aberto na reta final. O Paraná chegou perto da virada com Leandro Vilela, mas o goleiro Nei fez grande defesa. O Foz do Iguaçu foi mais eficiente e, aos 39, Alan James fez a jogada pela esquerda e cruzou para Pepê marcar o segundo e dar mais esperanças ao time da fronteira.

Apesar da disposição da equipe iguaçuense e da pressão, o Tricolor segurou a pressão e, mesmo com a derrota, garantiu a classificação para a semifinal do Paranaense.

FICHA TÉCNICA

Campeonato Paranaense
Quartas de final – Jogo de volta

Paraná Clube 1×2 Foz do Iguaçu

Paraná: Marcos; Nei, Zé Roberto, Demerson e Rafael Carioca (Allexson); Jean, Anderson Uchôa, Lucas Otávio (Leandro Vilela) e Nádson; Robson (Válber) e Lúcio Flávio. Técnico: Claudinei Oliveira.

Foz: Nei; Chilavert, Hebert, Alex Amaro e Luiz Beltrame (Alex Franco); Roberto, Marcelo (Alan James), Adrian e Laécio (Bruno); Safirinha e Pepê. Técnico: Ivan Carlos Bohn

Local: Vila Capanema – Curitiba (PR)
Árbitro: Fábio Marcos Zocante
Assistentes: Daniel Cotrim de Carvalho e Márcio Lopes Guerra
Gols: Pepê, 31 e 39, Anderson Uchôa, 35 do 2º
Cartões amarelos: Jean e Robson (PAR); Chilavert e Safirinha (FOZ)
Público pagante: 5.004
Público total: 6.350
Renda: R$ 132.680,00