Uma noite fria e sem emoções no Beira-Rio. Internacional e Paraná Clube fizeram ontem uma partida onde os dois lados vão querer esquecer a atuação que tiveram. Sem força ofensiva, muitos erros e várias faltas, Colorado e Tricolor fizeram jus ao 0x0 no placar, Por outro lado, o resultado pode ser comemorado pelo time paranista, que segurou o principal time da Série B, chegou ao terceiro jogo seguido sem perder, subiu aos 13 pontos e segue a um ponto do G4, embora tenha caído para oitavo na classificação. Na próxima rodada, a equipe encara o Criciúma, sexta-feira, às 21h, no Heriberto Hülse.

Pressionado pela sequência sem vitórias, se esperava um Internacional mais ofensivo, agudo, pressionando o Paraná Clube, que tentaria ligar os contra-ataques para conseguir alguma coisa. Porém, nada disso aconteceu. Em nenhum momento o Tricolor se sentiu acuado no Beira-Rio e dominou todas as ações da partida, invertendo os papéis diante de um Colorado sonolento e sem inspiração.

Mais uma vez bem postada, a defesa paranista pouco teve trabalho. Aliás, o ataque do Colorado pouco chegava na área e via o setor ofensivo do Paraná ter liberdade para trabalhar as jogadas. Só que, aí, não era a zaga dos donos da casa que ganhava as disputas, mas sim os jogadores do Tricolor que erravam muito e não aproveitavam as chances.

As duas vitórias seguidas, contra Náutico e Figueirense, fizeram bem ao Paraná Clube. Diante do grande time da Série B, os paranistas não se intimidaram e tinham o controle do confronto, com direito a dribles e algumas ousadias. Seguro lá atrás, porém, faltava acertar na frente. Robson, Felipe Alves e Minho destoavam do restante da equipe, que passando do círculo central acertava poucos passes, o que acabou equilibrando o confronto. De maneira negativa.

Foram apenas sete finalizações a gol ao longo de toda a partida, sendo três para os donos da casa e quatro para os visitantes. Richard  foi mero espectador, enquanto Danilo Fernandes só teve trabalho aos 43 do segundo tempo, quando fez boa defesa em cobrança de falta de Robson. Em compensação, erros de passes, falta, discussão e empurrão não faltaram. O jogo ia ficando a caráter do Paraná Clube. À medida que o tempo passava, os espaços iam se abrindo, os erros aumentando e a paciência dos torcedores do Inter acabaram, fazendo do estádio mais uma arma paranista.

Mas em uma noite onde nada dava certo para ninguém, Paraná e Internacional podiam estar jogando até agora que o 0x0 continuaria persistindo no placar. E não seria ameaçado de mudar em nenhum momento, como não foi durantes os 90 minutos, que, no final das contas, acabou sendo positivo para o Tricolor, que segue na cola do G4 e vai acumulando pontos seguidos.