Em meio à polêmica absolvição de André de Camargo Aranha, acusado de estuprar Mariana Ferrer, o Paraná Clube se manifestou, nesta terça-feira (3), contra a decisão da Justiça de Santa Catarina e se posicionou contra o estupro.

“O Paraná Clube repudia toda e qualquer forma de violência contra as mulheres. Denuncie! Ligue 180.”, escreveu o clube em sua conta no Twitter, acompanhado das #justicapormariferrer #EstuproCulposoNãoExiste.

O empresário André Aranha – conhecido por trabalhar no meio do futebol – foi acusado pela influencer Mariana Ferrer de tê-la estuprado em uma festa em 2018. No entanto, o promotor responsável pelo caso o declarou inocente, alegando que ele não tinha como saber que a jovem estava sem condições para consentir uma relação sexual.

+ Confira a classificação completa da Série B!

Desta forma, o juiz acatou a argumentação de que André não tinha a intenção de estuprar e que cometeu um “estupro culposo”. No entanto, este crime não existe na lei brasileira e, assim, ele foi absolvido pela Justiça de Santa Catarina.

O assunto tomou conta das redes sociais e outros clubes, como o Coritiba, também se solidarizaram com Mariana.

+ Mais do Tricolor:

+ Por onde andava o novo técnico do Paraná?
+ Paraná Clube demite Allan Aal e contrata Rogério Micale: o que pode mudar?


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?