Afastados do time principal do Coritiba desde o início de agosto, os volantes Hélder e Rosinei estão próximos de trocar o Couto Pereira pela Vila Capanema – Hélder inclusive já festejou “uma nova história” nas redes sociais. A negociação dos dois jogadores coxas-brancas com o Tricolor foi confirmada pelo diretor de futebol do Coxa, Valdir Barbosa.

A tendência é de que o negócio entre os clubes seja fechado mesmo depois de uma declaração concedida pelo superintendente de futebol paranista, Durval Lara Ribeiro, o Vavá, que no início de agosto cravou que o Paraná não trabalhava com jogadores da dupla Atletiba.

“A negociação está em andamento. De hoje (ontem) para amanhã (hoje) deve fechar, tanto para sim ou para não. É uma negociação que envolve todo mundo e, sobretudo as tratativas entre os dois clubes é menos complicado. Depende agora do interesse dos atletas”, declarou Barbosa, em entrevista ao Paraná Online.

Fora dos planos

Se a negociação for concretizada, o volante Jean, que já não vem sendo relacionado para os últimos jogos do Tricolor, deve perder ainda mais espaço na equipe de Fernando Diniz. Ao ser preterido para o duelo contra o Botafogo, o jogador deixou no ar um possível desentendimento com o comandante paranista e desabafou nas redes sociais.

“Não vai ser dessa vez que vou conhecer o Rio de Janeiro! Mas tá bom. Ah se soubessem os bastidores! Mas Deus há de honrar os humilhados, basta perseverar e ter paciência, muita por sinal”, disse o jogador em uma das suas postagens, que foi apagada na segunda à noite.

Salário

Valdir Barbosa não revelou quem arcará ou qual parcela cada clube vai pagar dos salários dos jogadores caso a negociação seja concretizada. Barbosa ressaltou a importância da ida dos jogadores para terminarem a temporada disputando a Série B. “Com certeza será uma boa oportunidade para que eles possam terminar a temporada e seguir suas carreiras”, arrematou o dirigente coxa-branca.

Silêncio

O técnico Fernando Diniz afirmou que não tem conhecimento sobre a postagem de Jean sobre possíveis problemas internos, mas afirmou que é um direito dele ficar chateado por não estar sendo relacionado para os jogos. “Eu não acompanho muito rede social. Se está chateado, é um direito do Jean e não tenho o que falar sobre isso. As coisas serão resolvidas internamente. Não vou explicitar nada publicamente. Os jogadores sempre serão preservados e os problemas serão resolvidos internamente sempre que tiver”, explicou o comandante tricolor.