Criticado pela torcida, mas prestigiado pela diretoria do Paraná Clube, o técnico Matheus Costa pode ser uma arma importante no clássico contra o Coritiba, neste sábado (8), às 18h, no Couto Pereira. O treinador ficou quase um ano no rival e estava lá até o final do Campeonato Paranaense. O conhecimento do time coxa-branca pode ajudar o Tricolor.

+ Adeus: Maicosuel deixa o Tricolor pela porta dos fundos

“Essa semana a gente vai trabalhar bem o time deles. O Matheus (Costa) conhece os jogadores que estão lá. É um ponto positivo sim. Vamos ter que lapidar bem o que o Matheus vai passar para nós para que a gente possa fazer um grande jogo e buscar a vitória, que é o mais importante para nós”, comentou o meia João Pedro.

+ Importância: Clássico é ‘jogo da vida’ pro Paraná na Segundona

O técnico paranista foi bastante cobrado pelo torcedor no empate sem gols diante do Oeste, no último sábado (1), na Vila Capanema. Para João Pedro, uma mudança no comando seria prejudicial para a sequência da equipe na segunda divisão.

+ Confiança: Rodolfo promete parar Rodrigão no Couto Pereira

“Acho que a gente tem que parar com isso de achar que o treinador é culpado. De achar que se mexer vai resolver. É começo de trabalho. Não tem dois meses que ele está aqui. O Matheus é um baita de um cara, que tem a confiança de todo o grupo. Estamos tendo uma evolução. É a cultura do futebol brasileiro achar que está tudo errado. Então, a gente vai trabalhar e o grupo está com ele para o que der e vier”, reforçou ele.

+ Veja a tabela e a classificação completa da Série B!

Matheus Costa chegou ao Coritiba em agosto de 2018 e sua passagem no clube durou até o início de abril. Assim, trabalhou pouco tempo com Umberto Louzer, mas o suficiente para conhecer o caminho das pedras para conseguir vencer o clássico Paratiba e tirar o Paraná das últimas posições da Série B.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!