Com 13 pontos de 24 disputados e 54% de aproveitamento, o Paraná Clube não está no G4 da Série B do Campeonato Brasileiro depois de oito rodadas, mas os números são animadores para a sequência da competição nacional. Isto porque em outros anos, clubes já conseguiram o acesso com esse rendimento atual do time paranista. Por isso, o balanço feito pelo técnico Matheus Costa neste início da segunda divisão é positivo e traz esperanças de que o Tricolor pode brigar pelo retorno à Série A do ano que vem.

O treinador paranista, responsável pelo acesso do Paraná em 2017, acredita que o equilíbrio do atual elenco pode fazer com que o clube consiga brigar efetivamente pelo acesso à primeira divisão. Já figurando no pelotão de frente, Matheus Costa prefere continuar pregando o pensamento jogo a jogo para a sequência da Série B do Campeonato Brasileiro.

+ Leia mais: Londrina contrata atacante que passou pelo Paraná Clube

“Se a gente comparar elencos, a gente tem um grupo equilibrado, né? Lógico que a chegada de alguns reforços tende a contribuir. Em 2017, iniciamos a competição desacreditados também, ninguém falava que o Paraná Clube conquistaria o acesso. A Série B talvez seja a competição mais equilibrada a nível nacional e internacional. Tudo pode acontecer. São vários casos que podemos dar exemplos, como a situação delicada que o Vitória vive (é o lanterna da Série B)”, ponderou o treinador.

Para o comandante, seguir pensando jogo a jogo e continuar figurando na parte de cima, serão elementos importantes para manter a confiança alta do Paraná para a sequência da Série B. “Temos que estar pensando jogo a jogo e brigando lá em cima. Isso gera uma expectativa grande. Temos condições sim, como vários times têm. Temos que manter os pés no chão e seguir trabalhando jogo a jogo”, reforçou.

Matheus Costa ressalta equilíbrio do grupo paranista. Foto: Albari Rosa.
Matheus Costa ressalta equilíbrio do grupo paranista. Foto: Albari Rosa.

Atualmente na sétima posição e somente dois pontos atrás da Ponte Preta, quarta colocada e primeiro time dentro do G4 da segunda divisão, o Paraná oscilou nessas oito primeiras rodadas da Série B. O time desperdiçou pontos preciosos dentro da Vila Capanema e deixou para trás outros em duelos que estavam encaminhados fora de casa. Além disso, o Tricolor não conseguiu ser constante nas suas apresentações.

No Durival Britto, o Paraná empatou sem gols contra Oeste e Guarani, que estão brigando na parte debaixo da classificação. Fora de casa, o Tricolor deixou a vitória diante do Cuiabá escapar nos minutos finais e vencia a Ponte Preta até a metade do segundo tempo, antes de tomar a virada e perder por 4×2. A campanha, em números, pode até ser regular, mas o time terá que ter algo a mais na retomada da Série B para seguir brigando pelo acesso.

+ Confira a classificação completa da Série B

“Deixamos alguns resultados positivos escaparem, o que poderia deixar a gente em uma situação melhor, mas também sabemos que fizemos bons jogos e estamos brigando na parte de cima. Temos um mês para nos preparar agora e temos um confronto direto na disputa pelo G4, dentro de casa novamente. Então é trabalhar e pensar jogo a jogo”, concluiu Costa.