As seguidas mudanças que o técnico Marcelo Martelotte está tendo que fazer neste início de trabalho não tem incomodado o novo comandante do Paraná Clube para a continuidade da disputa da Série B do Campeonato Brasileiro. O treinador paranista, que comandou a equipe na derrota para o Luverdense, na última sexta-feira, na Vila Capanema, vai aproveitar o duelo desta terça-feira (21), contra o CRB, no Estádio Rei Pelé, em Maceió.

“Mexer na equipe, a princípio, não me preocupo com isso. Nesse primeiro momento tenho que fazer as observações, enxergar as definições com relação ao que gente tem a disposição e é importante que esses jogadores que tenham oportunidade, aproveitem e aproveitando vão ajudar a chegar aos nossos objetivos que são as vitórias para que a gente possa se aproximar dos primeiros colocados”, apontou o treinador.

Uma das observações que o treinador paranista fará no duelo contra o CRB será na zaga. Depois de escolher o zagueiro Zé Roberto para o lugar de João Paulo, machucado, diante do Luverdense, será a vez do zagueiro Alisson receber uma oportunidade para este duelo contra o time alagoano.

“É mais provável que seja o Alisson, até por motivo de conhecer melhor a postura do grupo de um modo geral dentro das partidas. O Alisson, pelas informações que eu tenho, fez um bom Campeonato Paranaense, é jovem e, ao meu ver, merece uma oportunidade nessa situação. Trabalhamos nesse sentido, ele já conhece os companheiros e sabe como funciona. Dentro da nossa maneira de trabalhar, ele vai também se adaptando com os outros que já vêm jogando”, declarou Martelotte, que lamentou o pouco tempo de trabalho para a partida diante do CRB.

“É pouco tempo para trabalhar, mas já é algo comum no futebol brasileiro. Isso afeta todo mundo. Não adianta ficar lamentando e tem que aproveitar o período que tem de trabalho da melhor maneira, lógico que sempre respeitando o desgaste dos jogadores, que é importante que não pese na partida. Ter jogado na sexta nos deu um dia a mais de trabalho, a gente pôde aproveitar o domingo da melhor maneira possível”, arrematou o comandante paranista.