Logo na largada da temporada de 2017, diante do Avaí, nesta quarta-feira (25), às 19h, na Vila Capanema, pela Primeira Liga, o Paraná Clube vai reencontrar o técnico Claudinei Oliveira. O comandante, que conduziu o time catarinense ao acesso à elite do futebol brasileiro na disputa da Série B do ano passado, foi o último treinador a fazer um grande trabalho no Tricolor ­ no primeiro semestre de 2016 ­ e foi bastante elogiado pelos profissionais que ainda estão vestindo a camisa paranista.

Um deles é o lateral-direito Diego Tavares que, no Campeonato Paranaense, jogou pelo Toledo e trabalhou somente nas oito primeiras rodadas da Série B com o antigo comandante paranista, antes de ele ser demitido.

“O Claudinei (Oliveira) é um grande treinador, merece o respeito de todos. Até quando cheguei ele deu a maior força para que eu pudesse me adaptar bem, conversou comigo e tudo mais. Agora ele está do outro lado e a gente vai defender as nossas cores, a nossa camisa e ele vai defender a dele. Todo mundo tem muito respeito por ele, dentro e fora de campo. É uma pessoa humilde, um amigo e agora, aqui no Paraná, temos que deixar a amizade de lado. Quando o árbitro apitar, vamos buscar vencer o jogo a todo momento”, garantiu o lateral paranista.

Sob o comando de Claudinei, o Paraná, apesar de ter feito poucas contratações no início da última temporada, conseguiu fazer um bom Campeonato Paranaense e acabou sendo eliminado pelo Atlético na semifinal do certame. Na disputa da Série B, no primeiro momento ruim do Tricolor, o treinador, sobretudo pela divergência de ideias com o então diretor de futebol, Durval Lara Ribeiro, o Vavá, acabou sendo demitido do cargo.

A partir dali, o Paraná viu seu desempenho em campo cair drasticamente e nem mesmo as contratações dos técnicos Marcelo Martelotte e Roberto Fernandes impediram a pior campanha do clube na Segundona.

“Infelizmente, depois da volta da parada das Olimpíadas tivemos um momento ruim, não conseguimos vencer, mas garanto que esse ano será tudo diferente. Começaram as mudanças desde o começo e acredito que vamos conquistar as vitórias e deixar o torcedor confiante na buscar por títulos”, acrescentou Diego Tavares.

Desde que o técnico deixou o Tricolor, em junho do ano passado, esta será a segunda vez que eles vão se reencontrar. Em novembro, na reta final da Segundona, o Avaí ficou ainda mais perto do acesso depois de vencer o Paraná por 1×0 na Ressacada, em Florianópolis.