PARANA_BARRA_1COL

O Paraná Clube promete reverter toda a renda arrecadada no jogo contra o Boa Esporte, neste sábado (25), às 17h30, no Couto Pereira para jogadores e funcionários por conta do acesso à Série A. E a promessa ficou mais ‘acessível’ pelo fato de o Tricolor não precisar pagar o aluguel ao Coritiba pelo empréstimo do estádio na despedida da Série B, tendo que arcar apenas com os custos operacionais da praça esportiva.

Desde 2014, Coxa e Paraná Clube mantêm um acordo de cavalheiros na cessão do estádio de um para o outro. Naquele ano, o Coritiba cedeu o Couto à Fifa para a Copa do Mundo. O local era um dos escolhidos para treinamentos de seleções que disputam o Mundial. Por isso, teve de receber o Goiás, no dia 31 de maio de 2014, na Vila Capanema, pelo Brasileirão. Vitória por 3×0, gols de Alex, Keirrison e Dener.

Já em junho de 2016, o Alviverde teve novamente de recorrer ao Paraná Clube. Por causa da troca de gramado do Couto, a equipe encarou a Chapecoense, na Vila Capanema, e acabou derrotada por 4×3 para os catarinenses.

A situação voltou a se repetir neste ano. Em julho, o Coritiba novamente trocou o piso do Couto. Por causa disso, duelou com o Vasco, na Vila Capanema, no empate por 2×2. Ou seja, em três oportunidades o Alviverde utilizou a casa do Tricolor.

O Paraná Clube, por sua vez, já abateu dois de seus três créditos com o Coxa. Primeiro, em 2015, jogou as quartas de final do Campeonato Paranaense contra o Operário, quando ficou no empate em 1×1. Em maio deste ano, emprestou o estádio para receber o Atlético-MG, pela ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Vitória paranista por 3×2.