Foto: Valquir Aureliano
Foto: Valquir Aureliano

Jogadores do Paraná comemoram com o artilheiro Josiel.

Após acumular sete partidas sem ter o gostinho da vitória, a torcida tricolor pôde, novamente, comemorar um triunfo no Campeonato Brasileiro. Na reestréia do técnico Lori Sandri, o Paraná Clube venceu a equipe do Juventude na Vila Capamena, pelo placar de 3 a 1, acabando com o declive do time na tabela. Beto, Wéscley (contra) e Josiel marcaram para o Paraná. Wéscley, de pênalti, descontou para o time gaúcho.

Com o resultado, o Paraná alcança 27 pontos na tábua de classificação e se afasta da zona de rebaixamento. De quebra, o Tricolor já vislumbra entre os clubes que estariam classificados para a Copa Sul-Americana do próximo ano. A última vitória paranista havia sido há mais de um mês, quando o time bateu o Palmeiras por 1 a 0, em casa.

Com o apoio dos onze mil torcedores que compareceram ao Durival de Britto, o Paraná partiu arrasador pra cima do visitante. Sem dificuldades, os comandados de Lori abriram o placar aos quatro minutos de jogo. Na cobrança de escanteio Beto subiu na pequena área para testar no canto direito do goleiro Michel.

Éverton teve a chance para ampliar aos oito minutos. Ele recebeu na ponta esquerda, livre, mas mandou na rede pelo lado de fora. Léo Matos e Josiel também tiveram oportunidades claras de balançar as redes.

Contudo, quem ampliou para o time da casa foi um zagueiro visitante. Aos 17 minutos, depois do levantamento na área de Éverton, cobrando falta pela direita, Wéscley concluiu contra o patrimônio. Entretanto, o árbitro anotou o tento para Éverton.

Com o Juventude perdido taticamente em campo era questão de tempo para o Tricolor aplicar uma goleada. Aos 27, Josiel perdeu a chance mais clara do jogo até então. O atacante recebeu sozinho e, na tentativa de encobrir o goleiro, chutou fraco pra defesa do goleiro Michel Alves.

O Juventude deu sinal de vida aos 32 minutos, quando o árbitro marcou pênalti no toque de Daniel Marques com o braço. Wéscley, se redimindo do gol contra, mandou no canto direito de Flávio. O gol deu novo ânimo para o Juventude que passou a levar perigo à meta paranista. Na melhor chance o de empatar, depois do cruzamento da direita, Tadeu cabeceou pra fora.

Na segunda etapa, o Paraná acabou com os últimos suspiros do adversário logo nos primeiros instantes. Vandinho colocou Josiel na cara do gol. O artilheiro isolado do Brasileirão, agora com 13 gols, não perdoou e fuzilou o goleiro Michel Alves.

Com a vantagem no marcador, o Paraná passou a administrar o resultado, enquanto o Juventude, que aceitava a marcação imposta pelo Tricolor, apresentava uma descoordenação no ataque.

O resultado poderia ter sido mais elástico em favor do Paraná, não fossem as defesas de Michel Alves em arremates cara-a-cara de Josiel.

Com a derrota, o Juventude continua na penúltima colocação com 17 pontos, na frente apenas do América-RN, que tem 10.

O Paraná volta a campo na quarta feira, quando recebe o Cruzeiro, na Vila Capanema. Já o Juventude tenta a reabilitação diante do Goiás, no Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul.