O interesse do Coritiba era antigo e no íntimo todos sabiam qual seria o desfecho da história. O anúncio do acerto de Bonamigo com o rival ocorreu antes do seu desligamento oficial do tricolor, que ocorrerá em reunião com o presidente Ênio Ribeiro, hoje pela manhã. “Houve um certo atropelo, mas todos sabiam o que estava acontecendo. Espero que entendam a situação, pois só fiz amigos neste período”, afirmou o técnico.

O superintendente de futebol Ocimar Bolicenho lamentou a forma como tudo foi conduzido. A começar pelas especulações iniciadas na véspera de um jogo decisivo. “Acho que depois de mais de um ano no clube, ele não precisava sair desta forma”, criticou. “O Paraná deveria ter sido comunicado antes que a notícia vazasse na imprensa.” Até ontem à noite, o tricolor não sabia se a saída de Bonamigo acarretaria numa total reestruturação da comissão técnica. O treinador trouxe para Vila Capanema dois auxiliares de confiança: Alciney de Miranda e Hércules Venzon.

“Por isso, digo que houve atropelo”, comentou Bonamigo. “Nem mesmo eu sei como essa situação será resolvida, pois vamos discutir o assunto num jantar.” A mudança de estrutura atingirá somente a área técnica. A preparação física continuará a cargo de Solivan Dalla Valle e Fabiano Rosenau. O perfil do profissional que comandará o clube no restante da temporada já está definido. “Não mudaremos nossa diretriz. Estamos trabalhando desta forma há mais de dois anos e não há por que mudar”, disse Ocimar Bolicenho. Nenhum dirigente quis comentar sobre eventuais substitutos. “Nem pensamos nisso.”

O Paraná em momento algum tentou cobrir a proposta do Coritiba. “Temos uma rígida política financeira e ela não é mutável”, afirmou Bolicenho. O novo treinador terá que se enquadrar na economia do clube e na estrutura do elenco, já montado para o supercampeonato paranaense. O clube teria duas alternativas para o momento. Buscar um profissional já visando o segundo semestre, ou apostar, por exemplo, em Caio Júnior, técnico dos juniores, para assumir interinamente o cargo para o estadual, que será disputado em somente vinte dias.