Não foi, nem de longe, a melhor partida do Paraná Clube no estadual. Com muita dificuldade e em um jogo emocionante – recheado de lances polêmicos-, o Tricolor avançou às semifinais após o empate (1 a 1) com o Iraty, no último sábado. Para o técnico Luiz Carlos Barbieri, valeu o espírito de luta do grupo. Já o artilheiro Leonardo disse que o clube contou com uma boa dose de sorte. ?Sorte de campeão?, emendou o atacante, que criou a jogada do único gol da equipe, marcado por Edinho.

?Tem dia, em que só na técnica não dá. Mostramos superação?, comentou. Leonardo evita falar em favoritsmo, mesmo sem ter mais pela frente o Atlético, que até então era apontado como o grande ?bicho-papão? da competição. ?Deixa essa de favorito para os outros semifinalistas. Nós seguimos com os pés-no-chão, comendo pelas beiradas?. O estilo? ?mineirinho? será, para Leonardo, a marca do Tricolor nos jogos da próxima fase.

Barbieri não fez críticas ao grupo. Reconheceu que o Paraná exagerou nas ligações diretas e errou muito no toque de bola. ?Isso inibiu qualquer possibilidade da gente encaixar os contragolpes. Há que se dar méritos ao adversário, que soube marcar -e muito – os nossos meias?. O treinador sabe que na primeira partida das semifinais terá novamente um problema sério: a ausência de Beto. ?Ele é, hoje, o jogador que dá ritmo ao nosso time. Pára a bola, toca com qualidade e ainda se infiltra nas costas dos zagueiros e laterais, dando opção de ataque?, comentou. ?Mas se ele não terá condições de jogo, temos que encontrar alternativas?.

Mais uma vez, os meias Maicosuel e Marcelinho (substituído por Sandro, ainda no intervalo) não brilharam. O resultado foi um time abusando dos chutões, única forma encontrada pelos zagueiros para afastar o perigo da área paranista. No jogo do próximo fim de semana, o treinador já poderá escalar Émerson, que por sua experiência qualifica a saída de bola. Porém as, mais do que isso, o Tricolor terá que ser um time mais preciso nos passes para fazer valer a técnica e não depender tão intensamente da ?transpiração? de seus jogadores.

Barbieri começa a preparar hoje à tarde o time para o primeiro jogo da terceira fase, tendo como único desfalque o volante Beto. Sem outros jogadores suspensos e com o departamento médico ?zerado?, poderá armar uma equipe equilibrada para defender a sua invencibilidade de oito jogos neste Campeonato Paranaense.