O Paraná conseguiu manter na noite desta sexta-feira a invencibilidade em casa nesta Série B do Brasileiro, ao derrotar o Vila Nova por 2 a 1, no Estádio Durival de Brito, em Curitiba. Com a vitória, pela 11ª rodada do campeonato, o time paranaense voltou ao G4, o grupo dos quatro primeiros colocados.

A vitória levou o Paraná aos 20 pontos, agora em terceiro lugar na Série B. Já o Vila Nova estacionou nos 14 pontos e segue apenas como 10º colocado.

O primeiro tempo foi muito movimentado, com os dois times buscando o ataque, mas pecando sempre no último passe. O Vila Nova começou mais incisivo e chegou a levar perigo em duas oportunidades. Quem abriu o placar, porém, foi o Paraná. O atacante Jefferson Maranhão cruzou na área e Giancarlo fez 1 a 0 aos 21 minutos.

No segundo tempo, o Paraná novamente foi eficiente e ampliou a vantagem. Aos 13 minutos, o centroavante Giancarlo rolou para trás e Lima, de fora da área, chutou para marcar o segundo gol do time paranaense. Aos 17, o atacante Roni cobrou pênalti e diminuiu para o Vila Nova. Mas a equipe goiana não teve forças para chegar ao empate.

Pela 12ª rodada da Série B, os dois times voltam a jogar no dia 23 de julho: o Paraná visita o Criciúma, enquanto o Vila Nova recebe o Náutico.

FICHA TÉCNICA:

Paraná 2 x 1 Vila Nova

Paraná – Zé Carlos (Luiz Carlos); Lisa (Júlio César), Luciano Castán, Brinner e Lima; Júnior Urso, Everton Garroni, Serginho e Welington (Cambará); Jefferson Maranhão e Giancarlo. Técnico – Roberto Fonseca.

Vila Nova – Michel Alves; Luizinho (John Lennon), Éder Lima, Augusto e Jorge Henrique; Jairo, Adilson, Ricardinho (Wando) e Luiz Fernando; Roni e Leandro Cearense (Betinho). Técnico – Hélio dos Anjos.

Gols – Giancarlo, aos 21 minutos do primeiro tempo; Lima, aos 13, e Roni (pênalti), aos 17 do segundo tempo.

Árbitro – Francisco Assis Almeida Filho (CE).

Cartões amarelos – Adilson, Augusto, Betinho, Jefferson Maranhão e Giancarlo.

Cartão Vermelho – Serginho (Paraná).

Renda – R$ 126.230,00.

Público – 6.030 pagantes.

Local – Estádio Durival de Brito, em Curitiba.